7ª Open Innovation Week | OIW 2014

WTC São Paulo | Ver mapa

A Open Innovation Week nasceu com a vocação de conectar pessoas, instituições e comunidades de inovação em torno do debate e da prática da inovação aberta no País e no mundo.

OIW 2014

Os novos padrões de interatividade social e o impacto
na inovação corporativa e empreendedora

Empreendedorismo e inovação sempre andaram juntos.

A novidade dos últimos anos foi a reaproximação de diferentes comunidades de inovação em torno de novos padrões de interação e colaboração. As grandes empresas se aproximaram das startups, a academia se reaproximou do mercado e os governos redesenharam políticas em torno do fomento de ecossistemas mais dinâmicos.

A 7ª edição da semana de inovação aberta dedicou-se à colaboração. De 1 a 4 de dezembro, em São Paulo, diversas comunidades interagiram no programa construído de forma colaborativa pela rede OIW e por aqueles que correalizaram essa edição. As atividades propostas conectaram ideias e programas de mais de 30 entidades líderes em inovação no Brasil e no mundo em um ambiente neutro que ofereceu metodologias e ferramentas para conectar e estimular a colaboração das comunidades de inovação.

Veja como foi a 7ª Edição do OIW


Mais Vídeos

Universitários e empreendedores buscam ideias inovadoras
A melhor forma de aproveitar a água e a energia foi uma das principais preocupações de uma espécie de gincana, em São Paulo. Universitários, professores e empreendedores passaram os últimos três dias em busca de ideias inovadoras.
» Ler mais

5 reflexões sobre como sua empresa pode se tornar mais inovadora
Muitos empreendedores passam um grande tempo tentando responder a pergunta: “Como manter uma empresa sempre inovadora?”. A Open Innovation Week, realizada nesta semana, em São Paulo, tentou responder a esse questionamento, ou pelo menos dar pistas de como chegar mais próximo de algumas soluções.
» Ler mais

Com sorvetes de frutas do cerrado, marca brasileira vai exportar para os EUA
Araça, brejaúba, buriti e gabiroba são apenas quatro dos 68 sabores diferentes de picolés que o Clóvis José de Almeida produz na Frutos do Brasil. Junto com os filhos Ismael, Cláudia e Wenceslau, o goiano administra a marca que, em 2014, alcançou 37 lojas distribuídas por oito estados brasileiros. Os planos para 2015 são ainda mais ambiciosos: levar os picolés de frutas tipicamente brasileiras para comercialização nos Estados Unidos.
» Ler mais

A caçadora de startups
A empresa suíça de private equity Seedstars, fundada em 2012, é ávida por startups. Mas, ao contrário de suas concorrentes, não dá a menor bola para o Vale do Silício, tradicionalmente apontado como o celeiro de empresas de tecnologia e berço de alguns gigantes do setor, como o Google e o Facebook. Para descobrir negócios inovadores, a companhia também inovou na forma de procurá-las. Desde o ano passado, ela organiza a Seedstars World, ou SSW. Trata-se de uma competição entre empresas iniciantes de tecnologia de países emergentes.
» Ler mais

4 conselhos para empreendedores que querem inovar
Inovar não é tarefa fácil. Para ajudar os empreendedores nesta tarefa, Bruno Rondani criou, em 2013, a Wenovate, uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao incentivo e à promoção de projetos inovadores.
» Ler mais

6 conselhos para encontrar e se relacionar com investidores
Negócios de crescimento acelerado só costumam se firmar no mercado quando ganham escala. E, para isso, os empreendedores normalmente precisam de investidores. "Há um momento como pequeno empreendedor em que você precisa dar um salto ou então acaba regredindo", afirmou Pedro Figoli, fundador da Geofusion, durante a Open Innovation Week, que acontece nesta semana em São Paulo.
» Ler mais

5 dicas para "pensar fora da caixa" e inovar na sua empresa
A inovação é essencial para a sobrevivência de uma empresa. É simples: muitos negócios começam com uma solução disruptiva e todo o mercado, sem exceção, precisa "pensar fora da caixa" para sobreviver ao impacto. No entanto, o Brasil não tem uma cultura inovadora forte – na verdade, ela é bem fraca. A opinião é de Sergio Cavalcante, CEO do centro de estudos pernambucano Cesar.
» Ler mais

Grand Prix SENAI de inovação produz 277 projetos em 48 horas
Às 14h desta quarta-feira (3), quando o cronômetro do Grand Prix SENAI de Inovação virou a casa das 48 horas passadas, o placar do banco de ideias da competição apontava 277 projetos registrados. O resultado da produção dos 36 competidores confinados desde a tarde de segunda-feira está impresso em cartazes e protótipos em 3D, espalhados pelas oficinas de trabalho de cada equipe. A disputa segue até às 14h desta quinta-feira (4). Na reta final, a missão de cada uma das seis equipes é aprimorar os projetos e selecionar os dez melhores para submeter à avaliação da banca avaliadora.
» Ler mais

Chupeta que mede temperatura vence prêmio de inovação
Uma chupeta que mede a temperatura da criança e envia informações ao celular dos pais foi a vencedora do Grand Prix Senai de Inovação, evento que aconteceu esta semana em São Paulo. O Termo PIPO, o produto criado para minimizar a preocupação de mães e pais trabalhadores, foi eleito a melhor ideia entre as 286 elaboradas em 72 horas da disputa de inovação.
» Ler mais

Chupeta que mede temperatura da criança e envia informações para app vence prêmio de inovação
Com o bebê doente em casa, os pais ficam preocupados e perdem produtividade na empresa. Para tentar amenizar essa preocupação, um projeto apresentado durante o Grand Prix Senai de Inovação propõe a criação de uma chupeta que mede a temperatura da criança e PH da boca e envia essas informações para um aplicativo instalado no smartphone dos pais. A proposta foi eleita a melhor ideia entre as 286 apresentadas durante a disputa e está pré-aprovada para receber R$ 300 mil por meio do edital Senai Sesi de Inovação para desenvolver a chupeta.
» Ler mais

Certificado

Para solicitar o seu certificado de participação na 7ª Open Innovation Week | OIW 2014, clique no botão abaixo escrevendo no email a atividade que participou e que deseja o certificado.

Solicitar Certificado

Programação

Nossos Seminários

« Voltar para agenda geral

Os novos padrões de interatividade social e o impacto
na inovação corporativa e empreendedora.

Empreendedorismo e inovação sempre andaram juntos.

A novidade dos últimos anos foi a reaproximação de diferentes comunidades de inovação em torno de novos padrões de interação e colaboração. As grandes empresas se aproximaram das startups, a academia se reaproximou do mercado e os governos redesenharam políticas em torno do fomento de ecossistemas mais dinâmicos. O Open Innovation Seminar ganhou grande destaque por reunir, no início desse movimento no Brasil, representantes das diferentes comunidades de inovação em torno de debates aprofundados e discussões sobre as novas práticas de inovação.

A programação da 7a edição do Open Innovation Seminar traz mais uma vez com exclusividade experts nacionais e internacionais para um debate que tem servido de referência aos praticantes dessas diferentes comunidades. Este ano o tema central do seminário são as novas práticas de interatividade social e como elas tem impactado os modelos de inovação corporativo e empreendedor.

 

Horário
Atividade
Palestrante
Instituição
08:00
Café de boas-vindas
 
 
08:30
Credenciamento
 
 
09:00
Abertura
 
 
09:10
Open Talk 1 - Rumos da Open Innovation
Bruno Rondani
Wenovate
09:30
Open Talk 2 - Managing Open Innovation and Knowledge Integration for Enhanced Firm Performance
Fredrik Tell
LinköpingUniversity
09:50
Open Talk 3 - A nova fenomenologia das redes aplicada a inovação
Jefferson Gomes de Oliveira
Senai / ITA
10:10
Open Talk 4 - How can the barriers between the “scientific world” and the “practical world” be overcome?
Holger Kohl
Fraunhofer
10:30
Open Talk 5 - Como criar uma cultura de inovação local de classe mundial
Sergio Cavalcante
CESAR
10:50
Intervalo para bate-papo e dar uma volta no circuito do GP da Inovação
 
 
11:20
Open Talk 6 - Economia criativa - quem são os novos empreendedores brasileiros?
Adriano Silva
The Factory e Draft
11:40
Open Talk 7 - A inovação na educação e a educação para a inovação
Fabio Josgrilberg
Metodista
12:00
Open Talk 8 - Projetos inovadores baseados em recursos
Newton Campos
FGV
12:20
Open Talk 9 - De onde vem as boas ideias e como incentivar a criatividade
Adriana Garcia
DSchool
12:40
Brunchstorming
 
 
13:40
Atividade - Lançamento do Grand Prix Senai de Inovação
Senai e parceiros
 
14:20
Open Talk 10 - A estratégia do Sebrae na inserção das micro e pequenas empresas no cenário da inovação
Carlos Alberto dos Santos
Sebrae Nacional
14:40
Open Talk 11 - Collaboration Lab: novos modelos de parceria
Vera Egreja Correia Barracho
United Nations Global Compact
15:00
Open Talk 12 - Building the next generation of innovators
Skinner Layne
Exosphere
15:20
Open Talk 13 - Living innovation: new patterns of social interaction
Ray Mueller
City Mayor of Menlo Park and Entrepreneur
15:40
Intervalo para bate-papo
 
 
16:00
Open Talk 14 - Open Innovation, uma ova: cuidado com os concorrentes!
Andreas Pavel
The Original Inventor of the Walkman
16:30
Open Talk 15 - Open Innovation as the way for future competitiveness
Luis Cesar Verdi
SAP Senior Vice-President, Global Head of OEM & Cloud Services
17:00
Bate-papo com painelistas
Todos painelistas com público
17:30
Hora de tomar sorvete e ver o restante do evento
 
 


Quero me inscrever






Como a indústria pode aumentar sua competitividade através do uso de novas tecnologias e soluções inovadoras?
Como as barreiras entre o “mundo acadêmico” e o “mundo prático” podem ser superadas?
- O que pode ajudar empresas inovadoras a crescer e manter o sucesso de seus negócios?

O Congresso Internacional Brasil-Alemanha irá responder estas questões reunindo representantes de alto nível da indústria, da pesquisa aplicada, empreendedores e facilitadores da inovação dos dois países.

Debate da combinação dos principais tópicos
  • Inovação tecnológica na indústrica brasileira através da cooperação entre empresas e instituições de P&D aplicada
  • Inovação organizacional e de modelo de negócios em empresas pela sistemática da gestão do "Capital Intelectual“
  • Apresentação de Projetos e Cases práticos
  • O planejamento e implementação de 23 Institutos de Inovação no Brasil
  • Implementação de piloto da metodologia ICS (Intellectual Capital Statements) em 10 MPEs do setor de óleo e gás.
  • Mais informações: www.bg-innocong.com/startseite/

    Organizado por:


    Em parceria:


    Patrocinado por:


    Parceiros:


     

    Quero me inscrever

    Construindo e navegando em ecossistemas inovadores

    Desde 2004, o governo brasileiro tem criado e aperfeiçoado os instrumentos públicos de incentivo à inovação. Primeiramente, foi criada a Lei de Inovação (Lei nº 10.973) e, posteriormente, a Lei do Bem (Lei n.º 11.196), que teve diversos aprimoramentos entre 2006 e 2011. Atualmente, está em discussão o Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

    Essas evoluções permitiram a criação da Subvenção Econômica, um mecanismo de fomento coordenado pela Finep cujo primeiro edital foi lançado em 2006. Esse instrumento se juntou a outros mecanismos de fomento e financiamento da inovação em âmbito federal e estadual e, atualmente, eles passam por um processo de integração e oferta coordenadas.

    Desde o início desse processo, tanto os órgãos governamentais quanto as empresas vêm passando por um acelerado aprendizado a respeito de regulamentação, uso, prestações de contas à sociedade e fiscalização do uso dos incentivos públicos.

    Trata-se de um movimento ainda recente e em andamento e diversas novidades continuam surgindo. Ainda há dúvidas sobre a aplicação desses mecanismos e incertezas em relação à fiscalização de sua aplicação. Porém, há também diversas experiências positivas que mostram como é possível se beneficiar desses recursos.

    O Seminário Políticas Públicas e Ecossistemas de Inovação vem focado em debater o assunto de forma ampla, franca e com foco na prática.

    O objetivo é apresentar o estado da arte na utilização dos incentivos públicos, tanto por parte das empresas como por parte do governo, trazer as principais novidades e tendências, bem como estabelecer uma comunidade de prática multissetorial, com os diversos atores envolvidos na aplicação dessas políticas públicas.

    Horário
    Atividade
    Palestrante
    Instituição
    08:00
    Café de boas-vindas
     
     
    08:30
    Credenciamento
     
     
    09:00
    Abertura
     
     
    09:10
    Open Talk 1 - Rumos do Ecossistema Brasileiro de Inovação
    Rafael Levy
    Allagi
    09:30
    Open Talk 2 - The significance of international collaboration for innovation
    Matthias Frattini
    German Aerospace Centre, Responsible for Collaboration with Brazil
    09:50
    Open Talk 3 - Os fundamentos estratégicos do movimento de aceleradoras da Microsoft no Brasil e no mundo
    Franklin Luzes
    Microsoft
    10:10
    Open Talk 4 - Criando propostas de P,D&I no ambiente regulado de Óleo e Gás
    Régis Assao
    BG Group
    10:30
    Open Talk 5 -A visão e o modelo de inovação do C.E.S.A.R e o seu papel no ecossistema local e nacional
    Sergio Cavalcante
    CESAR
    10:50
    Intervalo para bate-papo e dar uma volta no GP da Inovação
     
     
    11:20
    Open Talk 6 - Lições aprendidas pelo Desenvolvimento Tecnológico da Embraer na gestão de projetos de P&D Pré-Competitivo Colaborativos
    Claudiano Salles
    Embraer
    11:40
    Open Talk 7 - A estratégia do Senai na construção da indústria do futuro baseado em redes de inovação
    Marcelo Prim
    Senai
    12:00
    Open Talk 8 - Como o Bradesco pretende inserir startups no seu processo de inovação tecnológica
    Marcelo Frontini
    Bradesco
    12:20
    Open Talk 9 - A experiência do IBM Research no Brasil e suas lições para o mundo
    Ulisses Mello
    IBM
    12:40
    Open Talk 10 - O movimento dos NITs e as políticas públicas e privadas para gestão e comercialização da propriedade intelectual
    Ana Torkomian
    Fortec
    13:00
    Brunchstorming
     
     
    14:00
    Demo Case - International Technology Transfer in the Field of Selective Laser Melting for the Aerospace Industry
    Marcio Fernando Cruz
    David Domingos
    EMBRAER
    Fraunhofer IPK
    14:20
    Demo Case - Managing Intellectual Capital to Develop the Innovation Capability in Brazilian Organizations
    Alberto Xavier Pavim
    Markus Will
    SENAI
    Fraunhofer IPK
    14:40
    Demo Case -International Technology Transfer in Micro Production Engineering for the Fabrication of Micro Molds

    Luis Eduardo Albano
    André Marcon Zanatta
    Vitor Camargo Nardelli,

    ABINFER
    SENAI ISIs

    SENAI
    15:00
    Open Talk 11 - Uma startup que usa Lei do Bem, Subvenção Econômica, captou investimento de Citrix e Intel Capital
    Adriano Lima
    Webradar
    15:20
    Ping-Pong - Como o IVP aplica o modelo de "foundersfund" para promover o ecossistema de inovação em torno da Unicamp e como a Fundação Certi ao bolar o Programa Sinapse da Inovação criou uma comunidade para a viabilizar ideias inovadoras com apoio dos atores locais
    Bruno Rondani
    Leandro Carioni
    IVP Capital Inteligente e
    Certi
    15:40
    Intervalo para bate-papo
     
     
    16:00
    Open Talk 13 - The challenges of the "Capital of Venture Capital": What is required to sustain vibrant innovation communities?
    Ray Mueller
    City Mayor of Menlo Park, CA
    16:20
    Open Talk 14 - Building nexus for knowledge exchange
    Gioia Deucherand
    André Leal
    Swissnex
    Swiss Business Hub
    16:40
    Open Talk 15 - Programa BNDES de Apoio a Micro, Pequena e Média Empresa Inovadora
    Rafael Passos Dickie
    BNDES
    17:00
    Bate-papo com painelistas
    Todos painelistas com público
    Moderado por Rafael Levy
    17:30
    Hora de tomar sorvete
     
     


    Quero me inscrever

    Criando uma nova geração de empresários

    Será um encontro internacional onde as diferentes iniciativas e programas voltado a capacitação e criações de comunidade de empreendedorismo terão a oportunidade de se reunir para interagir com potenciais clientes, investidores e parceiros na construção de novas conexões capazes de alavancar seus negócios.

    O Seminário de Empreendedorismo Inovador visa através de diversas dinâmicas como pitches, workshops, desafios de inovação, sessões de pôsteres, sessões de cocriação, palestras, painéis e bancas de avaliação maximizar as oportunidades de interação entre empreendedores e os diferentes representantes comunidades de startups, especialistas, grandes empresas, venture capitalists, investidores anjos, comunidade científica, órgãos de fomento e mídia.

    Horário
    Atividade
    Palestrante
    Instituição
    08:00
    Café de boas-vindas
     
     
    08:30
    Credenciamento
     
     
    09:00
    Abertura
     
     
    09:10
    Open Talk 1 - Rumos do Empreendedorismo Inovador
    André Saito
    Allagi
    09:30
    Open Talk 2 - Não existe um sonho grande. Existem vários, que vão ficando cada vez maiores.
    Rodrigo Azevedo
    Comunique-se
    09:50
    Open Talk 3 - Win-Win: Experiências de um empreendedor alemão no Brasil
    Alexander Schmitz-Kohlitz
    AKIT Partners
    10:10
    Open Talk 4 - Sócios e sociedade: como criar sinergia entre fundadores e investidores
    Pedro Figoli
    Geofusion
    10:30
    Open Talk 5 -Em busca da excelência de classe mundial: parcerias estratégica
    Rafael Bottós
    Welle Laser
    10:50
    Intervalo para bate-papo e vai ver como está a corrida
     
     
    11:20
    Open Talk 6 - A cultura corporativa e os valores da placa pendurada na sua recepção
    Kleber Bacili
    Sensedia
    11:40
    Open Talk 7 - Na prática é diferente: como validar o planejado?
    Alcyr Araújo
    SmartBiped
    12:00
    Open Talk 8 - Liderança empreendedora: de executivo a fundador
    Valério Dornelles
    Tecnologys
    12:20
    Open Talk 9 - De 0 a 170.000 Apps - Fábrica e o Crescimento Exponencial
    Guilherme Santa Rosa
    Fábrica de Aplicativos
    12:40
    Open Talk 10 - Imagine a world without innovation
    Sandra Sassow
    Seab Energy
    13:00
    Brunchstorming
     
     
    14:00
    Entrevista - Como preparar o espírito para empreender e como mantê-lo ao longo da jornada?
    Sandra Boccia
    Pedro Chiamulera
    Bento Koike
    PEGN
    ClearSale
    Tecsis
    14:30
    Atividade 1 - Conte a sua história - PEGN e 100 Open Startups
    Sandra Boccia
    Bruno Rondani
    Revista PEGN
    100 Open Startups
    15:20
    Open Talk 11 - O papel da universidade na formação empreendedora
    Marcos Hashimoto
    Especialista
    15:40
    Intervalo para bate-papo
     
     
    16:00
    Open Talk 12 - O papel do líder no processo criativo
    Paulo Puppin Zandonadi
    Sebrae Nacional
    16:20
    Ping-Pong - Como grandes empresas podem inovar como startups e/ou com as startups?
    Cassio Spina
    Luis Novo
    Moderado por André Saito
    Anjos do Brasil
    Supernova Labs
    16:40
    Open Talk 13 - O que ainda não foi dito sobre como empreender?
    Marcelo Nakagawa
    Especialista
    17:00
    Bate-papo com painelistas
    Todos painelistas com público
    Moderado por André Saito
    17:30
    Hora de relaxar e ver o resto do evento
     
     


    Quero me inscrever

    Desenvolver produtos, sistemas e serviços que reduzam o uso de recursos naturais e tenham menor impacto ambiental é o objetivo do Design for Environment - DfE, iniciativa que surgiu nos Estados Unidos no início dos anos 90. Desde então, o conceito virou tendência mundial na arquitetura, na engenharia e no design.

    Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), aplicar o design sustentável no desenvolvimento de produtos é importante para aumentar a competitividade da indústria, porque reduz o uso de matérias-primas, materiais tóxicos e a emissão de gases do efeito estufa. Por isso, em parceria com a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer SA) , BRASKEM e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), o SENAI – uma iniciativa da CNI - realizará o II Workshop Design for Environment: oportunidades e desafios para a indústria brasileira.

    O encontro, marcado para dia 03 de dezembro, WTC São Paulo - Av. Nações Unidas, 12559, discutirá a implementação e a gestão do design para o meio ambiente nas empresas brasileiras. Na programação do evento, está prevista a apresentação de melhores práticas nacionais e internacionais de design sustentável. Desde a escolha de matérias-primas verdes até a criação de embalagens mais compactas e recicláveis, passando por alternativas de redução no consumo de energia e parceria com fornecedores

    Inscrição aberta até 27/11/2014 23:59h

    Realização


    Co realização


    Apoio


     

    Quero me inscrever

    Programas Colaborativos

    « Voltar para agenda geral

    100 startups interagindo com + de 800 instituições representadas no evento.

    100 startups provenientes dos principais programas de aceleração do Brasil e dos Desafios de Inovação lançados por empresas parceiras, estarão presentes no evento para apresentar suas propostas de soluções inovadoras e interagir com o público do Open Innovation Week participando das diferentes dinâmicas propostas.

    Conheça abaixo a programação completa e caso não esteja entre as startups selecionadas manifeste seu interesse em participar, sempre buscamos oportunidades para quem é aberto e quer realizar conosco

    #realize#100openstartups#OIWeek

    O movimento 100 Open Startups é um programa composto pelo Desafio Brasil e Desafios de Inovação lançados por instituições parceiras, e acontece durante a 7ª Open Innovation Week.

    A Open Innovation Week está em sua sétima edição com o tema Novos Padrões de Interatividade Social e o Impacto na Inovação Corporativa e Empreendedora. É uma oportunidade imperdível de interagir com o público presente e participar das diferentes dinâmicas propostas.

    Programação

    1 Dez | Segunda Participação no 7º Open Innovation Seminar e Apresentação de Pôsteres para Público

    As startups podem ser expostas desde o primeiro dia!

    Participação no seminário principal, que novamente traz grandes nomes internacionais abertos a interagir em dinâmicas diferenciadas e exibição dos projetos para o público presente nos intervalos.

    • Participação no Open Innovation Seminar
    • Interação com o público presente
    • Feedback de executivos de grandes empresas
    • Oportunidade de aplicar Customer Development

    2 Dez | Terça Participação nos Seminários, Avaliação de Pôsteres e Mentoria

    Participação nos Seminários

    SPEI - Seminário Políticas Públicas e Ecossistemas de Inovação ( Construindo e navegando em ecossistemas inovadores)
    e/ou SEI - Seminário de Empreendedorismo Inovador (Criando uma nova geração de empresários)

    Exibição de Pôsteres para Juízes

    Pré-seleção para as bancas atividade obrigatória para finalistas

    Sessões de Mentoria

    Oportunidade! Mentoria de investidores e especialistas

    Conte sua História - PEGN

    10 startups selecionadas entre as presentes apresentam seus pitchs para a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios durante o SEI.

    *interessadas devem se cadastrar na recepção

    3 Dez | Quarta Bancas e Cerimônia de Premiação

    Atividades obrigatórias para finalistas

    8h às 13h
    Banca Final Desafio Brasil
     
    Apresentação Wenovate, FGV, Exosphere, Seedstars World e Swissnex
    13h30 às 18h
    Banca Desafios de Inovação
    13h30 - 15h30
    Banca Cidades Inovadoras
    Apresentação Effectua
    13h30 - 15h30
    Banca Desafio ITA de Inovação
    Apresentação ITA e SENAI
    15h30 - 18h00
    Fórum de Investimentos do Edital Senai de Inovação
    Apresentação SENAI
    15h30 - 16h40
    Banca Inovação na Educação
    Apresentação SENAI, FGV, Metodista e Estácio
    13h30 - 15h30
    Banca e-Health
    Apresentação Hospital Albert Einstein, Hospital das Clínicas, Fleury Medicina e Saúde
    18h30 às 21h
    Cerimônia de Premiação 100 Open Startups
     
    Recepção
    Cerimônia de Premiação
    Encerramento

    Desafio Cidades Inovadoras | 3 Dezembro

    A Effectua Capital e seus parceiros se unem ao Desafio Brasil através de seu Fundo de Cidades Inovadoras para convidar as startups brasileiras a apresentarem propostas e soluções capazes de contribuir para tornar as cidades em mais inteligentes, atraentes e sustentáveis.

    Desafio: Identificar startups que apliquem metodologias e tecnologias capazes de solucionar problemas causados pela urbanização e contribuir para desenvolver cidades inovadoras.

    Andrade Gutierrez, Gustavo Redondo
    Embraer, Peter Seiffert
    Evonik, Ricardo Gobbi
    Fiat, Paulo Matos
    IBM, Sergio Borger
    Intel, Max Leite
    Jive Investments, Alexandre Cruz
    Siemens, Wikings Machado
    Telefônica, Pablo Larrieux

    » Mais info


    Conte Sua História- PEGN | 2 Dezembro

    Serão selecionadas no evento as 3 startups mais inovadoras e conectadas para serem fonte de matérias da próxima edição da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios da Editora Globo


    Desafio Inovação na Educação | 3 Dezembro

    O SENAI, a Estácio de Sá, Metodista e a FGV, através de seu Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital (GVcepe), convidam startups brasileiras a apresentarem propostas e soluções capazes de contribuir para a inovação no ensino.

    Vivemos um cenário de grandes mudanças no Brasil e no mundo: novas tecnologias e mudanças no estilo de vida permitem, e ao mesmo tempo exigem maneiras novas de aprender e compartilhar conhecimento.

    Dado este cenário, propomos o seguinte desafio:
    Como preparar o profissional do futuro?

    » Mais info


    Desafio E-Health | 3 Dezembro

    O Fleury Medicina e Saúde e Hospital Israelita Albert Einstein, se unem ao Desafio Brasil para convidar as startups brasileiras a apresentarem propostas e soluções capazes de contribuir para a inovação em e-health.

    Alguns dos principais desafios em saúde envolvem a redução de custos; aumento de segurança, confiança e integridade dos sistemas; mobilidade urbana; melhoria dos serviços de saúde; interoperabilidade entre os sistemas; maior abrangência e qualificação do acesso aos serviços de saúde; educação para promoção e prevenção; e escalabilidade com impacto.

    » Mais info


    Desafio da Indústria

    O SENAI e o SESI se juntam ao Desafio Brasil em busca de 6 pessoas com espírito empreendedor para compor as escuderias multidisciplinares da 2ª edição do Grand Prix de Inovação, atividade que propõe uma nova maneira de fazer inovação em parceria com a indústria brasileira

    » Mais info

    Quero me inscrever


    Desafio ITA de Inovação | 3 Dezembro

    O Instituto Tecnológico de Aeronática (logo anexo) convida os projetos de maior destaque do curso de pós-graduação em Gestão Estratégica da Tecnologia e da Inovação para apresentarem suas propostas para uma banca de investidores.

    Quero me inscrever


    Fórum de Investimentos do Edital Senai de Inovação | 3 Dezembro

    o SENAI - Departamento Nacional, em parceria com o SENAI C2I do Paraná, selecionaram as empresas com maior desempenho e maior potencial em empreendedorismo inovador. Essas empresas, em sua maioria pequenas e startups, foram capacitadas, e agora serão apresentadas a uma banca de investidores, com o apoio e parceria com a ABVCap.

    Quero me inscrever

    O Desafio Brasil, programa de incentivo à inovação e ao empreendedorismo, organizado pelo Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital (GVcepe) da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) e executado pelo Wenovate, chega a sua 9ª edição. Com o intuito de identificar potenciais empreendedores com ideias inovadoras de grandes impactos para a sociedade, o programa converteu-se em uma rede para todos aqueles que desejam construir ideias e propor soluções para os mais diversos desafios.

    As 30 startups vencedoras dos desafios regionais dos 6 principais clusteres brasileiros irão competir na Final Nacional, durante a OIW, pelo grande prêmio de representar o Brasil na competição global SeedStartWorld em Genebra.

    Mais info: www.desafiobr.com.br

    Quero me inscrever






    A palavra chave para a Indústria é a competitividade, e a competitividade não se sustenta sem inovação.

    O tempo da resposta da indústria frente as novas possibilidades e oportunidades deve ser muito rápido. Nesse sentido, foi desenvolvida uma metodologia colaborativa para que as empresas acelerem o processo de inovação contando com comunidades externas.

    O Grand Prix de Inovação é uma competição com 72 horas consecutivas de desafios disputados por equipes multidisciplinares, onde é possível o espectador experimentar inovação em tempo real, do esboço ao protótipo.

    Os principais benefícios para as empresas participantes são:

    1. Identificar e definir desafios comuns e de interesse da sociedade;
    2. Acessar conhecimento e tecnologias externas que viabilizam ou reduzem o tempo e risco para o desenvolvimento de inovações;
    3. Compartilhar conhecimento e recursos complementares entre parceiros, atenuando a demanda por novos investimentos;
    4. Criar novos modelos de negócio para exploração das inovações


    Quero me inscrever

    Open Innovation Arenas

    « Voltar para agenda geral

    Especialista

    Bruno Rondani - Engenheiro eletricista e mestre pela Unicamp, e doutor em Estratégia, Inovação e Empreendedorismo pela FGV. É chairman do Open Innovation Week, professor da FIA, pesquisador associado do GVcepe e Eisenhower Fellow. Atua como mentor e conselheiro de programas de incentivo ao empreendedorismo no Brasil como InovAtiva Brasil, Desafio Brasil, Intel LAR e GP Senai de Inovação. Fundou a Allagi Open Innovation Services, o Wenovate - Centro de Inovação Aberta do Brasil e a Effectua Capital. É diretor-presidente do Inova Venture Participações, membro do Conselho Superior de Inovação e Competitividade da FIESP e do Conselho Científico da EMS. Foi membro do conselho técnico da Thales Group e representou o Brasil no comitê de inovação aberta na OCDE em Paris. Foi diretor de inovação do Instituto Vita Nova e diretor-presidente do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro. Foi gerente da divisão de P&D da Omnisys, Grupo Thales e gerente de parcerias do programa Kyatera.

    Sobre o Curso

    Como sua empresa tem lidado com a gestão da inovação colaborativa? A última década, desde a publicação do livro “Open Innovation do Prof. Chesbrough, foi decisiva para o debate e prática da inovação aberta no mundo. Aliado a isso, o processo crescente de competição mercadológica, levou empresas a perceberem a necessidade de abrir seus processos de inovação. E mais, a ajustarem seus modelos de negócio visando a geração e captação de valor por meio da colaboração.

    No entanto, a adoção dessas práticas ficou centrada na maioria dos casos em grandes empresas. É interessante destacar também que em muitas delas, a aplicação do processo de gestão de inovação colaborativa foi de maneira fragmentada, apresentando resultados pouco impactantes e muito pontuais. Por outro lado, empresas que investiram no fomento a redes de inovação apresentaram resultados muito mais sustentáveis e com impacto no longo prazo.

    A Arena visa demostrar, com enfoque estratégico e reflexivo, quais são as melhores práticas da inovação aberta orientada a desafios; quais foram os aprendizados de 10 anos da prática da gestão da inovação aberta; como sua empresa poderá potencializar seus resultados por meio da inovação colaborativa; como aplicar os conceitos de inovação em rede e o P&D corporativo para modelos sistêmicos e muitas práticas de inovação colaborativa no Brasil.

    Metodologia

    A metodologia adota recursos de inteligência múltipla que combinam a reflexão estratégica de fundamentos e técnicas usadas no dia-a-dia da gestão da inovação aberta, benchmarking e modelos consagrados com a aquisição prática de competências.

    A Arena ocorre em um espaço aberto à troca de ideias e conhecimentos, gerando resultados por meio da dinâmica adotada, que envolve técnicas como exposição dialogada, discussões de casos de referência internacional, casos de aplicação no Brasil e experiência dos participantes, além de atividades em grupo, com enfoque estratégico.

    Cabe destacar também que ao longo desta Arena serão abordadas as lições aprendidas com alguns projetos de inovação colaborativa bem como as experiências realizadas no Brasil, como por exemplo:

    • Fiat Mio
    • Natura Campus
    • Buscapé Sua Ideia Vale Um Milhão
    • Desafio Intel e Desafio Brasil
    • Campus Party
    • Grand Prix de Inovação

    Venha participar e desfrutar desta experiência enriquecedora e que, com certeza, poderá inspirar novas ações em sua empresa.

    Conteúdo

    Este curso apresenta as dimensões chave de estruturação de um programa de inovação aberta orientada a desafios, aprendizados e melhores práticas identificadas na realidade empresarial.

    Merece destaque na programação além do enfoque estratégico orientado ao processo de rede na gestão da inovação colaborativa, a interação dos atores internos e externos; a ativação e animação da rede promovendo o engajamento das pessoas; métodos, ferramentas para sistematizar a plataforma de inovação aberta na empresa e métricas.

    Público alvo

    Executivos de empresas envolvidos com gestão da inovação, com interesse em fazer melhor uso da colaboração com participantes internos e agentes externos.

    Jornada

    04 horas (9h às 13h)

    Quero me inscrever

    Especialista

    Claudiano Sales de Araújo Jr. - Trabalha há 15 anos na Embraer na área de inovação e gestão de projetos e de produtos; - Technology Development (Innovation) - Project Administrator, onde foi responsável pela implantação e gerenciamento de diversos projetos nas áreas de desenvolvimento de produtos, gestão de projetos e inovação de processos. Atualmente é gerente de projetos de desenvolvimento tecnológico com parceria de instituições de pesquisa.

    O facilitador é PhD pela Technical University Denmark, certificado pela PMI (Project Management Institute) e Membro sênior da The Design Society (Inglaterra); engenheiro Mecanico e Mestre em Engenharia Mecânica (Desenvolvimento de Produtos) pela Univ. Federal de Santa Catarina; especialista em Desenvolvimento de Novos Produtos pela TIATC (Tsukuba, Japão).

    Sobre o Curso

    Esse treinamento é focado na preparação do participante para o efetivo gerenciamento de projetos de inovação tecnológica aberta, em seu nível tático, desde o seu planejamento integrado até a entrega dos resultados.

    O programa contempla ainda a análise do processo de PD&I tecnológico nas organizações e discute os fundamentos do gerenciamento de tecnologia sob uma perspectiva prática, baseado em insights e lições aprendidas pelo autor ao longo de 15 anos de PD&I pré-competitivo na Embraer.

    Metodologia

    A metodologia adota recursos de inteligência múltipla que combinam a reflexão estratégica de fundamentos e técnicas usadas no dia-a-dia da gestão da inovação aberta, benchmarking e modelos consagrados com a aquisição prática de competências.

    Aprender a inovar é mais que aprender sobre inovação. Além de apresentar os principais conceitos e fundamentos de gestão da inovação, o curso inclue atividades que desenvolvem competências duráveis que permitem ao participante fazer a inovação acontecer. A combinação de conteúdo, atividades e ferramentas geram uma contribuição de impacto ao processo de inovação da organização. Conteúdo consistente. Conteúdo baseado em conceitos e teorias estabelecidas e fundamentadas. Material resume as principais pesquisas na área de inovação.

    Utilidade prática. Atividades que envolvem situações e desafios reais de negócio. Modelos e ferramentas que aceleram a aplicação dos conceitos.

    Impacto duradouro. Participantes desenvolvem habilidades e competências reais e adquirem autonomia para conduzir iniciativas de inovação.

    Cabe destacar também que ao longo do curso serão abordadas as lições aprendidas na Embraer e em alguns outros projetos de inovação colaborativa, como por exemplo:

    Conteúdo

    • Conceituação e terminologia essencial em gestão de projetos;
    • Fases e processos de um projeto de P&D;
    • Dimensões humanas em projetos (liderança, patrocinador, equipes);
    • Iniciação do projeto, Planejamento do projeto, Execução e encerramento do projeto;
    • Gestão de riscos em projetos;
    • Gestão de comunicação no projeto.

    Público alvo

    Profissionais de empresas envolvidos com gestão da inovação, com interesse em melhorar o entendimento do processo de gestão de projetos de inovação colaborativa.

    Jornada

    04 horas (9h às 13h)

    Quero me inscrever

    A melhor forma de antecipar o futuro é criá-lo (Peter Drucker).
    Cocriá-lo pode ser ainda mais poderoso. (Venkat Ramaswamy).

    Descrição

    - O futuro de surpresas, curiosidades, apostas, oportunidades, crenças, ameaças ou peças faltantes
    - Prospectando, especulando e conectando tendências e sinais em diferentes fontes (especialistas, stakekeholdes, think tanks)
    - Cocriando narrativas sobre futuros prováveis, possíveis ou desejáveis, como se ele já estivesse presente entre nós
    - Prototipando futuros com diferentes mídias (quadrinhos, filmes, mock ups)
    - Projetando estratégias e constructos (produtos/serviços, tecnologias, plataformas, negócios).

    Facilitadores

    André Coutinho. Professor da Business School São Paulo.

    Desde 1997 sócio-diretor e líder da prática de inovação estratégica pela Symmetics no Brasil e América Latina. Trabalhos realizados em mais de 90 organizações.

    Professor de estratégia, empreendedorismo, inovação e business design dos MBAs e programas executivos da HSM e Business School São Paulo.

    Coautor dos livros “Gestão da Estratégia” (ed. Elsevier) e “O Ativista da Estratégia” (ed. Elsevier), além de diversos artigos para revistas nacionais e internacionais, entre eles o artigo Business Design publicado em dez/2012 pela Harvard Business Review Brasil.

    Mentor de empreendedores pela Endeavor.

    Diretor do CIEL (Centro de Inovação e Estratégia para América Latina) da IAE Business School (Argentina).

    Formação: MBA pela Fundação Dom Cabral; Mestre em Relações Internacionais pela Reading University; Economista pela Unicamp. Especialização em Business Design pela ID/IIT e Rotman School of Management e Desenvolvimento Econômico Social pela JFK School of Government (Harvard).

     

    Anderson Penha. Professor da Sustentare Escola de Negócios.

    Designer, Sócio da Symnetics desde 2007, consultoria de gestão brasileira com escritórios em São Paulo, Buenos Aires, Santiago, Bogotá, México DF e Munique. Co-fundador da Foltigo, agência de futurismo. Graduado em Tecnologia Mecatrônica pelo SENAI-SP, pós-graduado em Gestão Empresarial pela FIA-USP, MBA em Administração de Projetos pela mesma instituição e pós-graduando em Psicodrama pela ABPS. Especialização em Experiência do Usuário pela Adaptive Path e em Design pela IIT Institute of Design ambas nos EUA.

    Nos últimos 10 anos trabalhou em projetos complexos envolvendo inovação e estratégia para desenvolvimento de novos negócios, junto à organizações no Brasil, nas Américas e África. Professor convidado da BSP, BI International e Sustentare. Atualmente tem atuado no desenvolvimento da rede internacional de inovação da Symnetics, criação de startups e elaboração de abordagens que integrem áreas transdisciplinares como fonte para Criatividade, Design e Futurismo.

    Jornada

    04 horas (14h às 18h)

    Quero me inscrever

    APRESENTAÇÃO

    A educação tem um papel estratégico para o desenvolvimento socioeconômico e consolidação da democracia na sociedade. Alunos(as), professores(as) e gestor(as) educacionais situam-se na fronteira entre uma cultura educacional construída ao longo de séculos e as mais avançadas tecnologias de informação e comunicação.

    Os processos inovadores na educação emergem em meio a realidades locais específicas, a princípios éticos fortemente estabelecidos, a pressões da competição de mercado, e à tensão entre promotores de mudança e resistências das mais variadas origens. O Centro de Open Innovation – Brasil busca justamente identificar oportunidades de projetos colaborativos inovadores, tais como iniciativas que promovam: 1) o melhor desempenho acadêmico dos estudantes em qualquer segmento do ensino superior; 2) inclusão de segmentos da população socialmente excluídos de processos educativos ou das melhores práticas educativas.

    Com o objetivo de identificar novos projetos colaborativos, a Arena de Educação reunirá 15 especialistas de educação e abrirá 15 vagas destinadas ao público participante da Open Innovation Week 2014, durante quatro horas, para um processo de identificação de problema, ideação e prototipação de uma solução para a área educacional de ensino superior.

    ESPECIALISTAS PRESENTES

    Fabio Josgrilberg
    Universidade Metodista

    Luciano Sathler
    Universidade Metodista

    Lindália Rocha
    Estácio

    Ricardo Zagallo
    ESPM

    Paulo Hartman
    MapMkt

    Débora Sebriam
    Instituto Educadigital

    Betina von Staa
    Desire2Learn
    A QUEM SE DESTINA

    Alun(as), docentes, gestor(as) educacionais, fornecedor(as) do mercado educacional de ensino superior, investidor(as), startups.


    Quero me inscrever

    O WENOVATE convida todos os pesquisadores a participar do 3o Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa, uma atividade complementar e concomitante a OIW 2014 - 7ª Open Innovation Week.

    O Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa possibilita o compartilhamento de ideias e contribuições aos projetos de pesquisa. O novo desenho do Encontro para esse ano abre ainda espaço para a apresentação de novas propostas de pesquisa visando a formação de grupos de trabalho entre pesquisadores e praticantes.

    Objetivo

    O Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa promove a discussão dos projetos de pesquisa submetidos visando a troca de ideias e contribuições aos projetos em desenvolvimento. Os projetos submetidos devem ser classificados em duas categorias:

    • Trabalhos acadêmicos em andamento, tais como, dissertações de mestrado, doutorado ou projeto de pesquisa;
    • Propostas de pesquisa para formação de grupos de trabalho.
    Local e data

    3 de dezembro (no âmbito da OIW 2014 - 7ª Open Innovation Week)
    Das 14h às 18h30
    WTC Hotel | São Paulo | SP

    Datas importantes

    20 de novembro – prazo final para submissão do projeto
    24 de novembro – notificação do resultado
    30 de novembro – prazo final para envio das apresentações e realização de inscrições
    3 de dezembro – 3o Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa do OIW 2014

    Requisitos

    Para submeter projeto ou proposta de pesquisa o candidato deverá ser estudante de mestrado ou doutorado regularmente matriculado em um programa de pós-graduação ou pesquisador com título de doutor.

    EM CASO DE APROVAÇÃO, para poder participar da atividade realizando a apresentação no local e data do evento é necessário estar inscrito no 3o Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa. Os aprovados para a apresentação receberão um código especial que possibilitará a inscrição no valor de R$ 100,00.

    Os candidatos aprovados para apresentação e com a inscrição na condição acima corretamente quitada serão congratulados com 1(um) ingresso gratuito para participação no dia 1/12 do 7º Open Innovation Seminar; e 1(um) ingresso gratuito para participação no dia 2/12 do SPEI – Seminário Políticas Públicas e Ecossistemas de Inovação, ambos no mesmo local.

    Os projetos não aprovados para a apresentação poderão participar como ouvintes da atividade mediante a quitação da taxa padrão indicada no site oficial da OIW 2014 (www.oiweek.com)

    Submissão

    As seguintes informações devem ser encaminhadas até o dia 20 de novembro por e-mail para: encontroacademico@wenovate.org

    1. Carta de concordância do orientador no caso de alunos de mestrado e doutorado;
    2. Link para Curriculum vitae (formato Lattes) do candidato/pesquisador;
    3. Projeto acadêmico ou proposta de pesquisa em andamento, conforme detalhamento abaixo
    1. PARA SUBMISSÃO DE PROJETO ACADÊMICOS EM ADAMENTO

    Deve conter, no máximo, 20 páginas, excluídas a capa e as referências. Tal projeto deve contemplar obrigatoriamente os seguintes elementos:

    • Página de rosto: título da proposta; nome do proponente; e-mail e telefones de contato; programa de mestrado ou doutorado ao qual está vinculado; nome do orientador/coordenador;
    • Resumo com até 200 palavras ;
    • Introdução: problema de pesquisa, objetivos e justificativa;
    • Quadro teórico de referência: com os principais autores da área (citação formato autor/ano, conforme padrão ABNT - NBR 10520);
    • Procedimentos metodológicos e cronograma: sintético, mas o mais completo possível;
    • Síntese dos resultados esperados e/ou já obtidos;
    • Referências bibliográficas, em conformidade com o padrão da ABNT (NBR 6023).

    Formato: tamanho do papel = A4; configuração das páginas = superior (3cm); inferior (2cm), esquerda (3cm), direita (2cm); fonte = times new roman, corpo 12; espaçamento = 1,5.

    1. PARA SUBMISSÃO DE PROPOSTAS DE PESQUISAS PARA GRUPOS DE TRABALHO

    As propostas de formação de grupos de pesquisa deverão ser apresentadas em formato de resumo com até 500 palavras, contendo o objetivo central, a metodologia que se pretende utilizar e quais as principais entregas (resultados) que se espera com o projeto. O objetivo dessa parte do encontro acadêmico é que pesquisadores possam alinhar suas propostas com outros pesquisadores com ideias semelhantes ou complementares, possibilitando que sejam formados grupos com maior força de submissão de projetos às agências de fomento e compartilhamento de esforços.

    Criterios e notificações de aceite dos projetos acadêmicos em andamento

    Todos os pesquisadores que submeterem seus projetos receberão uma notificação do resultado por e-mail até o dia 24 de novembro de 2014.

    Os projetos serão avaliados por critérios de originalidade, aderência ao tema da Inovação Colaborativa (Open Innovation) e adequação às normas de formatação.

    Apresentações

    Os autores dos projetos aceitos deverão preparar uma apresentação com duração máxima de 10 minutos.
    Após cada apresentação será aberta aos pesquisadores presentes a oportunidade de questionar e adicionar suas contribuições ao projeto apresentado.
    O cronograma das apresentações será divulgado no site do evento.

    Certificado

    Os projetos apresentados receberão certificado de participação no 3o Encontro Acadêmico em Inovação Colaborativa da OIW 2014.

    Comitê acadêmico

    Presidente:
    Prof. Eduardo Vasconcellos, FEA/USP

    Prof. Bruno Rondani, Wenovate
    Prof. Carlos Mello, UNIFEI
    Prof. Mauricio Benedetti, Mackenzie
    Prof. Marcos Hashimoto, Faap
    Prof. Roberto Bernardes, FEI

    Coordenação:
    Ana Paula Paes Leme
    Carla Colonna

    Realização


    Patrocínio


    Parceiros


    Media Partner




    Quero me inscrever

    Especialista

    André Saito - É especialista em inovação, gestão do conhecimento e empreendedorismo. Em projetos recentes com consultor, trabalhou com estratégias e processos de inovação, redes colaborativas e aceleradoras de projetos. Coordenou a pós-graduação em Gestão Estratégica de Pessoas do Centro Universitário Senac por cinco anos e o Diploma em Inovação, Venture Capital e Empreendedorismo da FGV-SP por dois. Atua como diretor de educação da SBGC - Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento e como conselheiro do Wenovate - Centro de Open Innovation. É PhD em knowledge science por JAIST-Japão, mestre em administração pela FGV-SP e engenheiro eletricista pela UNICAMP. Fez cursos de especialização em empreendedorismo tecnológico na Universidade da Califórnia, Berkeley e na Universidade de British Columbia.

    Sobre o Curso

    A empresa decidiu inovar, mas a inovação não decola? Criou um programa de inovação, gerou boas ideias, iniciou projetos com potencial, mas está com dificuldades na implementação? Uma aceleradora de projetos de inovação pode ser uma boa alternativa.

    Nesta Arena, entenda como montar e operar uma aceleradora de projetos de inovação. Reconheça as armadilhas mais comuns em iniciativas de inovação e explore formas de como evitá-las.

    Discuta as características de uma aceleradora e suas diferenças em relação a outros tipos de iniciativa. Conheça técnicas e ferramentas úteis em projetos de aceleração.

    Metodologia

    A Arena promove um espaço aberto à troca de ideias e busca resultados através da combinação de técnicas como exposição dialogada, realidade simulada, discussões de casos, diagnósticos, benchmarking, prática de técnicas, utilização de ferramentas, elaboração de projetos, além de exercícios individuais e em grupo.

    O programa estimula os participantes a adotar uma postura ativa e mão na massa e ainda incentiva de forma intensa a conversão do conteúdo em ações práticas

    Conteúdo

    • Elementos de um programa de inovação. Três maneiras como as organizações inovam: iniciativas simples, replicáveis e únicas.
    • Armadilhas comuns em iniciativas de inovação.
    • O que é e o que não é uma aceleradora de projetos de inovação. Diferenças entre aceleradora de projetos, programa de ideias e projetos de desenvolvimento.
    • Requisitos para uma aceleradora de projetos. Como estruturar uma aceleradora.
    • Três etapas e três diretrizes do processo de aceleração.
    • Técnicas e ferramentas para operar uma aceleradora.

    Público alvo

    Profissionais envolvidos com gestão da inovação, novos negócios, projetos de desenvolvimento, programas de ideias, etc. que queiram explorar e aprofundar seu entendimento sobre aceleração de projetos de inovação.

    Jornada

    04 horas (9h às 13h)

    Quero me inscrever

    Especialista

    Markus Will

    Markus Will is head of the Fraunhofer IPK Project Office Brazil and a senior expert in the area of Intellectual Capital in Europe. After working for Siemens and for a number of other large multinational to small German companies in process and knowledge management, marketing and software design, he completed his doctoral thesis at Technical University Berlin in 2012. Today he is responsible for the coordination of Fraunhofer IPK’s consulting activities in Brazil with a focus on Business Planning and Strategic Management of Applied Research and Innovation Institutes

    Sobre o Curso

    O “Intellectual Capital Statement” (ICS) é um instrumento de gestão estratégica para avaliar competências comportamentais, para quantificar a sua contribuição na criação de valor e para permitir a dedução de medidas adequadas para o desenvolvimento. A metodologia baseia-se em experiências internacionais e tem a mais ampla divulgação em todos os ramos e tamanhos de empresas da Europa. O método ICS que não permite apenas a obtenção de uma nova perspectiva sobre a funcionalidade de uma empresa, mas também oferece uma priorização das ações para o seu desenvolvimento e um relatório consistente para comunicar os fatores intangíveis.

    Neste workshop você vai aprender o conhecimento básico do Capital Intelectual (Intellectual Capital - IC) e a integração na estratégia global de uma empresa. Começando com a visão e a cadeia de valores da organização, fatores específicos do Capital Intelectual (Capital Humano, Capital Estrutural e Capital Relacional) serão avaliados e descritos com indicadores significativos. A interação entre os fatores do capital intelectual e seus efeitos estão focados no sucesso do negócio. Deste modo, os factores específicos mostram a sua importância e tornam-se evidente quais fatores são mais sensíveis ao risco ou, em contraste, funcionam como estabilizadores.

    O workshop também irá apresentar a ICS Toolbox projetada especialmente para apoiar as medidas individuais do ICS e que serve como guia do usuário através de todo o processo de implementação. A ICS Toolbox apoia este passo, exibindo complexas interações por meio de avaliações gráficas simples. Assim, medidas de melhoria pode ser geradas e documentadas.

    O método ICS foi implementado com sucesso em mais de 350 pequenas e médias empresas (PME), bem como em grandes corporações em toda a Alemanha e Europa.

    Jornada

    04 horas (9h às 13h)

    *Este curso será ministrado em inglês sem tradução simultânea

    Quero me inscrever

    Especialista

    Rafael Levy - É sócio da Allagi onde teve a oportunidade de participar em diversos projetos de aproximacao de grandes empresas e comunidade de startups. É fundador da Effectua Capital, empresa especializada em gestao de fundos de corporate venturing. Formado em engenharia pela Unicamp com especialização pelo Institut National des Sciences Appliquées de Lyon na França. É pós-graduado em administração de empresas pela FGV-EAESP em Inovação, Venture Capital e Empreendedorismo. Possui formação em Open Innovation e Corporate Venture na Universidade da Califórnia – Berkeley e em Venture Capital pelo VCI em Atlanta. Possui experiência desde 2003 na gestão de projetos de inovação, tanto internos quanto em parceria com universidades. É especialista e palestrante sobre os incentivos do Sistema Nacional de Inovação, membro da Comissão Especial de Estudos da ABNT sobre as normas brasileiras de gestão da P,D&I, Diretor do Wenovate - Centro de Open Innovation - Brasil e professor de Criação de Programas de Inovação e Open Innovation no MBA da POLI-USP e Sistema Nacional de Inovação no Business Institute de São Paulo.

    Sobre o Curso

    Nos últimos 10 anos, a partir da Lei de Inovação publicada em 2004, foram criados no Brasil uma diversidade de programas de fomento, incentivo e financiamento à inovação.

    Esta atividade tem como objetivo capacitar os participantes nos programas públicos de fomento, financiamento e incentivo à inovação existentes no Brasil.

    Metodologia:

    Primeira parte: palestra expositiva para apresentação geral dos principais programas de fomento a inovação e boas práticas na elaboração de projetos.

    Segunda parte: divisão dos participantes em grupos para discussões para avaliação geral das empresas, projetos e mapeamento das linhas de fomento mais adequadas a cada empresa. Discussão do enquadramento dos projetos nos mecanismos identificados. Apresentação das soluções de enquadramento pelas empresas. Solução de dúvidas.

    Conteúdo:

    Este programa tem como objetivo apresentar uma visão geral sobre os principais programas de fomento e financiamento à inovação bem como as boas práticas na elaboração de projetos:

    • Visão Geral do Sistema Nacional de Inovação
    • Tipos de programas e tendências:
           • Incentivos Fiscais
           • Subvenções
           • Financiamentos
           • Programas Setoriais
           • Venture Capital
    • Recomendações para elaboração de projetos
    • Dinâmica em grupos: discussão do enquadramento dos projetos nos mecanismos apresentados

    Público alvo

    Profissionais de empresas envolvidos com gestão da inovação, com interesse em melhorar o entendimento do processo de gestão de projetos de inovação colaborativa.

    Jornada

    04 horas (14h às 18h)

    Quero me inscrever

    Especialista

    Marcelo Prim - Mestre em Engenharia Mecânica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica - ITA e graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Possui experiência em gestão de inovação, tendo atuado no Desenvolvimento Tecnológico da Embraer, na estruturação e gestão de processos de inovação para a Natura e na gestão de programas de P&D da Sygma Motors. Foi Diretor de Planejamento da PuraInova Inovação S.A., empresa de inovação no setor de dermocosméticos; e atualmente é Sócio-Diretor da Allagi Open Innovation Services.

    Sobre o Curso

    A inovação aberta orientada a desafios tem sido utilizada por diversas organizações para a ativação de redes, no intuito de coletar ideias e propostas de projetos, na busca de demandas ou soluções, sejam tecnológicas, de produto ou de novos modelos de negócio.

    No entanto, muitas estão se movendo de forma fragmentada, executando um evento de brainstorming aqui, tentando uma campanha de ideias lá ou promovendo a inovação de forma isolada em comunicação e marketing. Uma abordagem deste tipo pode até apresentar bons resultados, mas dificilmente é sustentável no longo prazo.

    Para fazer melhor uso da colaboração para a inovação, é importante que a empresa defina um processo abrangente e estruturado que considere as peculiaridades da gestão da inovação em suas diferentes etapas e a forma de manter produtiva e sustentável a interação entre o ambiente interno e externo a empresa.

    Esta é a proposta da Arena Programa de Ideias e Desafios. Venha conhecer e praticar.

    Metodologia

    A metodologia adota recursos de inteligência múltipla que combinam a reflexão estratégica de fundamentos e técnicas usadas no dia-a-dia da gestão da inovação aberta, benchmarking e modelos consagrados com a aquisição prática de competências.

    A Arena ocorre em um espaço aberto à troca de ideias e gera resultados através da mescla de técnicas como exposição dialogada, realidade simulada, discussões de casos, diagnósticos, benchmarking, prática de técnicas, utilização de ferramentas, elaboração de projetos, além de exercícios individuais e em grupo.

    Cabe destacar que a programação estimula os participantes a adotarem uma postura ativa e mão na massa e ainda incentiva de forma intensa a conversão do conteúdo em ações práticas.

    Conteúdo

    Esta Arena possui como objetivo apresentar as dimensões chave de estruturação de um programa de ideias e desafios, e as lições aprendidas identificadas na prática, como detalhado:

    1. Estruturação de rede: identificação de público de interesse, análise dos motivadores para engajamento da rede, estudo de modelos de recompensa e premiação; importância da qualificação da rede;
    2. Estruturação de processos: elaboração das etapas divergentes e convergentes do processo, auto-regulação do processo, envolvimento de participantes internos e externos, critérios para tomada de decisão, entre outros aspectos;
    3. Ativação da rede: a importância de engajar devidamente a rede de interesse, e alternativas para ativação da rede;
    4. Moderação & animação da rede: os efeitos de animação da rede de interesse, e alternativas para moderação;
    5. Métodos e ferramentas: métodos de criatividade e ferramentas que podem ser utilizadas para sistematizar o processo estruturado; aspectos críticos na seleção de uma plataforma de inovação aberta;
    6. Métricas: indicadores de interesse para a devida gestão de redes de inovação em programas de ideias e desafios;
    7. Etapas de um projeto de implantação de programa de ideias e desafios & lições aprendidas.

    Público alvo

    Profissionais envolvidos com gestão da inovação, sobretudo a inovação colaborativa, com interesse em fazer melhor uso da colaboração com participantes internos ou agentes externos no processo de inovação da empresa.

    Jornada

    04 horas (14h às 18h)

    Quero me inscrever

    Descrição

    Esse treinamento é focado em apresentar ao participante as características a serem consideradas para elaborar e propor projetos alinhados às regras regulatórias da obrigação de investimentos em P&D no setor de O&G no Brasil, estimados em R$ 30 bilhões nos próximos 10 anos.

    Apresenta uma visão geral das regras regulatórias, da estrutura do setor, do potencial de investimentos e seus riscos. Analisa o processo e o perfil de projetos de P&D&I com maior aderência às regras que regem o cumprimento da obrigação e discute os fundamentos do para a criação de propostas sob uma perspectiva prática.

    * Este curso será apenas ministrado em Português, sem tradução simultânea / This course will only be taught in Portuguese, without simultaneous translation.

    Facilitadores

    Régis Assao é engenheiro eletricista pela Unicamp e mestre em Engenharia Mecânica pelo ITA. No BG Group, atua como Gerente de Estratégia e Parcerias para P&D, onde é responsável pelo estabelecimento de parcerias entre o BG Group e o ecossistema de P, D & I. Durante mais de 13 anos, estruturou e gerenciou Programas de P&D para multinacionais envolvendo cooperação entre empresas privadas, academia e órgãos de fomento nacionais e internacionais. Nos últimos 6 anos, também apoiou multinacionais de grande porte nas etapas de concepção de estratégias de P&D.

     

    Mariana de Oliveira Pedreira é Gerente de Parcerias e Assuntos Regulatórios para P&D do BG Group, Mestre pela USP na área de Energia; engenheira agrônoma pela ESALQ-USP. Possui experiência de mais de 15 anos na área de energia e mercados regulados, sendo os últimos 5 anos no setor de P&D. Trabalha há 3 anos no BG Group, onde foi uma das colaboradoras na implantação do Centro de Tecnologia da empresa no Brasil.

     

    Jornada

    04 horas (14h às 18h)

    Quero me inscrever

    Um encontro criativo para melhorar os nossos serviços públicos por dentro, à partir dos servidores.

    Se você acredita que o serviço público exercido com qualidade é uma das formas de alavancar o desenvolvimento do Brasil, então seja bem-vindo!

    Nessa arena promoveremos um encontro entre servidores públicos e inovadores da sociedade civil, notadamente, empreendedores de startups, hackers, ativistas e pesquisadores.

    Nela, procuraremos desenvolver soluções que preparem o capital humano da administração pública, os servidores públicos, para atender bem as necessidades da sociedade.

    Soluções essas que devem ser capazes de transitar em um ambiente:
    - imerso em incertezas e intervenções de interesses diversos (nem sempre republicanos);
    - marcado pela aversão à experimentação (o que dificulta a inovação);
    - e permeado pela desilusão social.

    Com essa ação, que é um iniciativa do Manual de Guerrilha do Servidor Público1, esperamos ainda:
    - formar equipes multidisciplinares compostas por pelo menos: um servidor, um designer, um programador; e um empreendedor social.
    - estimular uma cultura de inovação com os servidores públicos que coloquem as pessoas no centro do desenvolvimento de soluções;
    - prototipar soluções que possam ser assimiladas e desenvolvidas pela rede do Manual.

    Agenda

    01/12 | Segunda-feira

    Público é apresentado a uma visão geral do evento (seus objetivos, o que será esperado deles e agenda de atividades) e participa de dinâmicas para Ideação de propostas de solução para os desafios do Manual e Formação de Equipes Multidisciplinares.

    18h às 22h
    Abertura
     
    - Recepção - Dinâmica de Aquecimento (A Barca)
    - Apresentação - Como sobreviver a Arena do Servidor Público
    - Apresentação - Os Desafios do Servidor Público
    - Ideação - sessão de pitchs com propostas de solução
    - Votação das ideias propostas durante Coffee Break
    - Apresentação das ideias selecionadas
    - Formação das Equipes

    02/12 | Terça-feira

    Equipes são capacitadas a criar protótipos e campanhas de crowdfunding para testar a resposta dos seus clientes às suas propostas de solução.

    8h às 12h
    Capacitação
     
    - Recepção
    - Dinâmica de Aquecimento (Carretel)
    - Oficina - Mapa de Empatia
    - World Café para preenchimento do mapa de empatia
    - Oficina - Prototipação / Oficina - Campanha de crowdfunding

    Grupos constroem protótipos para testar a resposta de possíveis clientes e criam campanhas de crowdfunding para captar recursos destinados à continuidade dos projetos.

    13h às 22h
    Hackatona
     
    - Maratona de desenvolvimento para:
      - Desenvolvimento do protótipo
      - Planejamento da campanha de crowdfunding
      - Coleta de depoimentos para campanha de crowdfunding
      - Estruturação do Pitch do Crowdfunding
      - Preenchimento da survey com o descritivo do projeto"
    - Coffe Break e Apresentação para avaliação e revisão dos Pitchs.
    - Tempo para melhoria dos Pitchs
    - Apresentação final dos Pitchs dos projetos
    - Produção dos videos das campanhas de crowdfunding com ajuda de mentores utilizando: imagens do protótipo, depoimentos apresentação dos pitchs.
    - Lançamento das campanhas de crowdfunding.

    Quer mais informação sobre essa atividade?

    Mande sua mensagem para: valorizandooservidor@ig.com.br

     

    Quero me inscrever

     

    Palestrantes e Curadores

    Conheça alguns dos especialistas que já estão contribuindo nessa construção

    Speaker
    PhD in Knowledge Science pelo Japan Advanced Institute of Science and Technology, mestre em administração de empresas pela FGV-SP e graduado em engenharia elétrica pela UNICAMP. Tem formação em empreendedorismo tecnológico pela Universidade da Califórnia, Berkeley e Universidade de British Columbia.
    Andre Saito

    Allagi

    Speaker
    Andreas Pavel is a cultural producer and media designer, of German origin, who is generally credited with the invention of personal stereo. Having studied philosophy and psychology at Berlin University, he went back to Brazil - where he grew up - to take executive positions in leading television and publishing companies and produce well-known reference works in the fields of music and philosophy. In the 1970s he moved to New York and later to Europe, where he worked on multimedia installations, produced some of the first video clips, and developed the concept of personal stereo. This concept was copied by Sony within two weeks of Pavel's patent publication. The ensuing legal dispute lasted 2 decades and cost several million dollars. A settlement was signed in 2003. Pavel's early personal stereo design is kept at the Museo del Design Italiano (Milano Trienale). In recent years Pavel created what is considered the largest existing database of Brazilian music. He also produced Altamiro Carrilho, the last great master of choro music. At the same time he continued his research in the philosophy of mind and intensified his work on new forms of telepresence. His role as the father of personal stereo was described in innumerous publications, including Der Spiegel, Il Sole 24 Ore, and The New York Times ("He made earphones a way of life"), as well as in Jacques Attali's Brief History of the Future.
    Andreas Pavel

    Inventor

    Speaker
    Engenheiro eletricista e mestre pela Unicamp, e doutor em Estratégia, Inovação e Empreendedorismo pela FGV. É chairman do Open Innovation Week, professor da FIA, pesquisador associado do GVcepe e Eisenhower Fellow. Atua como mentor e conselheiro de programas de incentivo ao empreendedorismo no Brasil como InovAtiva Brasil, Desafio Brasil, Intel LAR e GP de Inovação. Fundou a Allagi Open Innovation Services, o Wenovate - Centro de Inovação Aberta do Brasil e a Effectua Capital. É diretor-presidente do Inova Venture Participações, membro do Conselho Superior de Inovação e Competitividade da FIESP e do Conselho Científico da EMS. Foi membro do conselho técnico da Thales Group e representou o Brasil no comitê de inovação aberta na OCDE em Paris. Foi diretor de inovação do Instituto Vita Nova e diretor-presidente do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro. Foi gerente da divisão de P&D da Omnisys, Grupo Thales e gerente de parcerias do programa Kyatera.
    Bruno Rondani

    Wenovate

    Speaker
    Technology Development (Innovation) / Project Administrator – EMBRAER, é PhD pela Technical University Denmark, na área de inovação e gestão de projetos e de produtos; certificado pela PMI (Project Management Institute) e Membro sênior da The Design Society (Inglaterra); engenheiro Mecanico e Mestre em Engenharia Mecânica (Desenvolvimento de Produtos) pela Univ. Federal de Santa Catarina.
    Claudiano Sales

    Technology Development

    Speaker
    Fábio é Ph.D, Pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa, líder do programa de educação a distância institucional e docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo. É também membro do conselho consultivo do Wenovate.
    Fábio Josgrilberg

    Universidade Metodista

    Speaker
    NASA Innovation Lidership Program 2010 – EPS10 Singularity University Silicon Valley, COPPE-UFRJ Especialização em Gestão de Inovação: novo idioma para competitividade, M.B.E. (Master Business Executive) em Responsabilidade Social e Gestão no 3o Setor UFRJ.
    Lindália Sofia

    Estácio de Sá

    Speaker
    Mestre em Engenharia Mecânica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica - ITA e graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Possui grande experiência em gestão de inovação, tendo atuado no Desenvolvimento Tecnológico da Embraer, na estruturação e gestão de processos de inovação para a Natura e na gestão de programas de P&D da Sygma Motors. Atualmente é Especialista em Inovação do SENAI - Departamento Nacional, coordenando atividades como o Edital SENAI SESI de Inovação e o Grand Prix de Inovação.
    Marcelo Prim

    SENAI - DN

    Speaker
    Doutor em Gestão de Negócios pela FGV-SP (2010), MBA pela IE Business School de Madri e pelo IIM Indian Institute of Management de Calcutá (2002) e Bacharel em Ciências Contábeis pela PUC-SP (1999). Atualmente é professor associado e palestrante internacional da IE Business School, professor associado e vice-coordenador do GVcepe Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital da FGV-SP, sócio da SoliPh Empreendedorismo e Serviços Educacionais Ltda., comentarista de empreendedorismo e economias emergentes do jornal britânico Financial Times e blogueiro de educação e tecnologia do Jornal O Estado de S. Paulo.
    Newton Campos

    GVcepe FGV-SP

    Speaker
    No início de sua carreira, Rafael era um engenheiro de P&D na indústria aeroespacial e de defesa. Logo depois, ele co-fundou Allagi e o Wenovate - Open Innovation Center. Em mais de uma década de experiência em Gestão da Inovação, ele realizou mais de uma centena de projetos envolvendo Incentivos Fiscais à P&D, Captação de Recursos, Concepção de Centros de P&D, Criação de Institutos de P&D sem fins lucrativos, programas de treinamento, e em cursos de MBA como PECE-Poli/USP, BI International e FGV. Rafael possui graduação em Engenharia Elétrica pela Unicamp com especialização em Telecomunicações pela Institut National des Sciences Appliques de Lyon, na França. Ele possui também pós-graduações em administração de empresas pela FGV-EAESP, com especialização em Inovação, Empreendedorismo e Venture Capital; em Open Innovation e Corporate Venture na Universidade da Califórnia - Berkeley e Venture Capital pelo VCI-Atlanta.
    Rafael Levy

    Allagi

    Speaker
    Sergio Borger

    IBM

    Speaker
    Max Leite

    Intel

    Speaker
    Formou-se em economia pela USP e direito pela PUC, ambos em São Paulo. Especializou-se em negócios na fundação Getúlio Vargas. Trabalhou na Ernst Young e Banco Santander no inicio de sua carreira. Fundou a NeoIntelligence, empresa do setor de controladoria e contabilidade há 10 anos, hoje empresa entre as 10 maiores do Brasil com mais de 200 clientes corporativos. Fundou a JiveInvestments em 2010, ano em que comprou a securitizadora do Lehman Brothers no Brasil. Atualmente a Jive é a investidora de créditos inadimplidos corporativos do Brasil e iniciou investimentos em distressed real estate, turnaround, venture capital e gestão de recursos de terceiros em geral. Foi presidente do FNCP e participante do Conselho Nacional de Defesa da Propriedade Intelectual no Ministério da Justiça.
    Alexandre Cruz

    Jive Investments

    Speaker
    Pablo Larrieux é o responsável pelo Centro de Inovação da Telefônica Vivo no Brasil. É formado em Análise de Sistemas pela Universidade da República do Uruguai e pós graduado em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo. Conta com mais de 25 anos de experiência nas áreas de Marketing e Desenvolvimento de produtos e serviços de tecnologia, construídos em empresas líderes como a IBM e a BCP Telecomunicações, além da própria Telefonica Vivo. Em sua função atual, promove o desenvolvimento de novos produtos e serviços nas áreas de Internet das Coisas e Cidades Inteligentes, construindo novos ecossistemas de negócios utilizando uma filosofia de inovação aberta.
    Pablo Larrieux

    Telefônica|Vivo

    Speaker
    Cláudio Furtado

    GVcepe - FGV|EAESP

    Speaker
    Salvatore Iaconesi is an interaction designer, robotics engineer, artist, hacker. TED Fellow 2012 and Eisenhower Fellow since 2013. He currently teaches Interaction Design and cross-media practices at the Faculty of Architecture of the “La Sapienza” University of Rome, at ISIA Design Florence, at the Rome University of Fine Arts and at the IED Design institute. He produced videogames, artificial intelligences, expert systems dedicated to business and scientific research, entertainment systems, mobile ecosystems, interactive architectures, cross-medial publications, augmented reality systems, and experiences and applications dedicated to providing products, services and practices to human beings all over the world, enabled by technologies, networks and new metaphors of interactions, across cultures and languages. His artworks and performances have been featured worldwide at festivals and conferences. Salvatore actively participates to global discussions and actions on the themes of freedoms, new forms of expression and on the future scenarios of our planet from the points of view of energy, environment, multi-cultural societies, gender mutation, sustainability and innovation on both society and business, collaborating with institutions, enterprises and international research groups.
    Salvatore Iaconesi

    Faculty of Architecture of the “La Sapienza”

    Speaker
    She has worked together with national governments and the European Union to the creation of best practices, standards and researches in the areas of digital rights, social and technological innovation, Digital Business Ecosystems (DBE), practices for participation and knowledge sharing. Oriana writes critical, scientific, philosophical and poetical texts that connects to technological innovation, and on its cultural, sociological, economic and political impacts. She is an expert on the formal analysis of cultural and social trends, with specific focus on social networks. She creates breakthruogh communication campaigns, performances, research methodologies and strategies.
    Oriana Persico

     

    Speaker
    Carla Colonna é bacharel em turismo e possui MBA em Administração e Marketing pela ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing. Tem mais de 10 anos de experiência na área de planejamento e execução de eventos e dinâmicas de grupo. Foi responsável pelo atendimento de encontros de diversos portes e formatos, e nos últimos anos acumulou expertise em projetos ligados as áreas de inovação e empreendedorismo. Com foco em novos métodos de interação, desenvolveu expertise na consolidação e mobilização de redes, atuando na coordenação de projetos nacionais como o Desafio Brasil (rede com mais de 8.000 membros) e internacionais como Desafio Intel LAR e InovAtiva Brasil (rede com mais de 6.000 membros), além da execução de diversos laboratórios de inovação, missões internacionais ligadas ao tema, e da própria Open Innovation Week, atualmente um dos maiores eventos internacionais de inovação aberta.
    Carla Colonna

    Wenovate

    Speaker
    Markus Will is head of the Fraunhofer IPK Project Office Brazil and a senior expert in the area of Intellectual Capital in Europe. After working for Siemens and for a number of other large multinational to small German companies in process and knowledge management, marketing and software design, he completed his doctoral thesis at Technical University Berlin in 2012. Today he is responsible for the coordination of Fraunhofer IPK’s consulting activities in Brazil with a focus on Business Planning and Strategic Management of Applied Research and Innovation Institutes
    Markus Will

    Fraunhofer IPK

    Speaker
    Vera Barracho

    UN Global Compact, Rede Brasil

    Speaker
    Adriano Silva

    The Factory e DRAFT

    Speaker
    Sabine Righetti

    Folha de São Paulo

    Speaker
    Sofhia Harbs

    AHK - Câmara Brasil-Alemanha

    Speaker
    Raquel Costa

    INNOVALAB

    Speaker
    Skinner has founded both successful and failed start-ups, and has raised more than $10 million in early-stage financing in addition to acting as a private equity advisor to multiple energy projects in excess of $100 million and has established formal relationships with global energy funds. He grew up in a small town in Arkansas and has previously been an Enterprise Web 2.0 consultant to NASDAQ companies and was, at the age of 23, the youngest person to sit on the board of directors of a Sarbanes Oxley-compliant publicly traded company in the United States.Skinner is a former speechwriter and senior strategist to U.S. Senator John Boozman. Skinner has been living and doing business in Latin America since he moved to Chile before the 2008 financial crisis.
    Skinner Layne

    Exosphere

    Speaker
    Alisée graduated from HEC Lausanne and obtained her Master in International Management at Bocconi University with highest honors. She lived eight years in Singapore and two years in Silicon Valley. She worked as product manager for luxury brands at L’Oreal Group and was part of the Italian team at Voyage Prive, a leading European startup. She was a member of the Harvard Model Congress Europe where she won the Award of Excellence. After traveling for a year around the world to set up the first edition of Seedstars World, Alisee is now managing the company and taking it to the next level!
    Alisee de Tonnac

    SeedStars World

    Speaker
    Formado em Ciências da Computação pela Point Loma Nazarene College, San Diego, EUA, é apaixonado por esportes e ex-atleta Olímpico, competiu nos 110m e 440m com barreiras em duas Olimpíadas (Barcelona, 1992 e Atlanta, 1996). Depois da carreira de atleta, Pedro se dedicou ao desenvolvimento de softwares antifraude e assim nasceu a ClearSale.
    Pedro Chiamulera

    ClearSale

    Speaker
    Rodrigo Azevedo é CEO e fundador do Grupo Comunique-se, um dos maiores grupos de comunicação digital do Brasil. Um grupo de cinco empresas complementares, mais de 100 colaboradores, escritórios em São Paulo e no Rio e mais de 1.000 clientes corporativos. Rodrigo é Empreendedor Endeavor, graduado em tecnologia da informação, e completou o programa para empreendedores da Babson College. Vencedor do Prêmio Empreendedor do Novo Brasil, promovido pela revista Você S/A em parceria com a Endeavor e Finalista do Prêmio Empreendedor do Ano da Endeavor. É um ativista da cultura empreendedora e acredita que empreender, deveria ser a opção número 1 de carreira do jovem brasileiro.
    Rodrigo Azevedo

    Grupo Comunique-se

    Speaker
    Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (2011), possui mestrado em Administração de Empresas (2002) e graduação em Engenharia Mecânica (1992), ambos pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é professor em período integral na U. P. Mackenzie das disciplinas de Gestão de Projetos, Gestão de Inovação e Gestão de Operações, além de ser o responsável pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da universidade. Pesquisa temas relacionados com inovação tecnológica em operações e a interação universidade-empresa em busca de inovações. É membro do Conselho Superior de Inovação e Competitividade (CONIC) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).
    Mauricio Henrique Benedetti

    Mackenzie

    Speaker
    Ph.D. em Eletrônica pela Newcastle University (1997) – Inglaterra, Sérgio Cavalcante é, desde 2005, o CEO do C.E.S.A.R, onde também foi Presidente do Conselho durante 3 anos. Participa como membro do conselho do Porto Digital, Amcham-PE, Pitang e Joy Street. Ele também é Diretor de Articulação com Empresas da Sociedade Brasileira de Computação e foi Chefe do Departamento de Ciência da Computação do Centro de Informática da UFPE de 2001 a 2005, onde leciona desde 1989. O C.E.S.A.R é um Instituto de Inovação fundado em 1996 que já criou mais de 20 empresas e conta, atualmente, com cerca de 550 colaboradores, filiais em Recife, Curitiba e Sorocaba, e escritório de negócios em São Paulo.
    Sérgio Cavalcante

    C.E.S.A.R.

    Speaker
    Marcos Hashimoto Doutor em Administração de Empresas pela EAESP/FGV, Professor pesquisador do Mestrado Profissional em Administração da Faculdade Campo Limpo Paulista. Sócio-fundador e tesoureiro da Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Pequenas Empresas. Professor em programas de MBA e educação executiva. Exerceu cargos executivos em multinacionais como Citibank e Cargill Agrícola. Coordenou do Centro de Empreendedorismo e foi Professor da FAAP e do Insper. Foi professor da Business School São Paulo, ESPM, EAESP/FGV, onde coordenou a Competição Internacional de Planos de Negócios, o Moot Corp Latin America. É colaborador do Instituto Empreender Endeavor e Colunista do site da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, do Portal Administradores e do Portal Santander Empreendedor. Autor dos livros: ‘Espírito Empreendedor nas Organizações', ‘Lições de Empreendedorismo’, ‘Práticas de Empreendedorismo’ e ‘Plano de Negócio em 40 Lições’. Autor do software de Plano de Negócios SP Plan do Sebrae-sp/FIESP. Foi professor visitante da Universidade do Texas em San Antonio e Universidad de los Andes na Colômbia e professor mentor do programa REE Fellows da Universidade de Stanford. Tem artigos publicados em revistas acadêmicas e congressos internacionais e prêmios de educação empreendedora pela Endeavor e pelo Global Consortium of Entrepreneurship Centers. www.marcoshashimoto.com
    Marcos Hashimoto

    Faculdade Campo Limpo Paulista

    Speaker
    Ray Mueller

    Mayor of Menlo Park

    Speaker
    PI connect media and Design Thinking for innovation, creativity and entrepreneurship. Journalist and editorial manager. Stanford Knight Fellow'13. D.School catalyst. Co-founder of OrbitalLab, a digital innovation lab in Brazil. Focuses on applying Design Thinking for digital business transformation and editorial operations. Organized the mediatech conference StartupMediaBrasil at Campus Party. Created Reuters News online service in Portuguese in 1999. Became head of the Service in 2002 in Sao Paulo, coordinating national coverage in Brazil, and moved to Washington D.C. in 2006 to work as Reuters Latin Affairs correspondent, reporting in Spanish, Portuguese and English. Started her career as Abril Publishing house trainee, working for major Brazilian magazines as VejaSP and Exame. Won the Abril prize of Journalism in 1997. Has a Masters in Technology, Markets and Journalism from the University of Sao Paulo. Taught at Casper Líbero J-School. Has given many workshops, seminars and talks on digital journalism, communications and editorial strategy for the past two decades.
    Adriana Garcia

    OrbitalLab

    Speaker
    Engenheiro eletrônico formado pela Escola Politécnica da USP, foi empreendedor por 25 anos na área de tecnologia, atualmente exercendo a atividade de investidor anjo para startups e advisor/conselheiro de empresas. É o fundador da Anjos do Brasil (www.anjosdobrasil.net) organização sem fins lucrativos de fomento ao investimento anjo e da Altivia Ventures (www.altivia.net.br) empresa de investimentos e advisoring. Também é colunista/colaborador de diversas publicações, mentor da Endeavor, conselheiro de empresas e autor dos livros “Dicas e Segredos para Empreendedores” e "Investidor-Anjo - Guia Prático para Empreendedores e Investidores" (www.investidoranjo.net). Maiores informações vide em http://cassio.familiaspina.com.br.
    Cássio Spina

    Anjos do Brasil

    Speaker
    Mestre e doutoranda em administração de empresas pela FEA-USP, especialista em administração de empresas pela FGV-EAESP, graduada em comunicação social/propaganda e marketing pela ESPM/SP. É professora da FIA, desenvolve pesquisa em gestão da inovação com enfoque em inovação aberta. Foi gerente de novos negócios da TVSBT, gerente de planejamento estratégico da SSL Participações e vice-diretora de interatividade da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão.
    Ana Paula Paes Leme

    FIA

    Speaker
    Graduado em Eng. Mecânica pela Universidade Federal de Itajubá (1994), Mestre em Ciências em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Itajubá (1998) e Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2005). Desde 2006 é professor associado da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI). Áreas de pesquisa: Gestão do Processo de Desenvolvimento de Produtos/Serviços, Fatores Humanos/Usabilidade e Inovação Aberta. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq Nível 2 desde março de 2013.
    Carlos Henrique Pereira Mello

    Unifei

    Speaker
    Formado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), atua na área de Inteligência Geográfica de Mercado há mais de 18 anos, com foco no desenvolvimento de novas tecnologias e aplicações. Atua com SaaS desde 2001, quando lançou a primeira versão do OnMaps, plataforma SaaS de Inteligência Geográfica de Mercado.
    Pedro Figoli

    Geofusion

    Speaker
    Holger Kohl is Professor for Sustainable Corporate Management at the Technical University of Berlin and Director of the Division Corporate Management at Fraunhofer Institute for Production Systems and Design Technology (IPK), Berlin/Germany. He studied Business Engineering at the Technical University of Berlin and at the Haas School of Business at the University of California, Berkeley. In 1999 Prof. Kohl joined the Division Corporate Management at Fraunhofer IPK. Since then he has initiated and conducted several national and international projects in the fields of Innovation Management, Intellectual Capital, Benchmarking and Business Process Reengineering and was responsible for their realisation. Beside projects all over Europe, Prof. Kohl managed large scale projects in Brazil, Indonesia, Vietnam, Malaysia, UAE, Egypt, China, etc. His primary research interests are in the areas of National Innovation Systems, Sustainable Manufacturing, Intellectual Capital Statements, and Benchmarking, in both the public and private sector as well as in the industry and service sector.
    Holger Kohl

    Fraunhofer IPK

    Speaker
    Administrador pela USP, MBA pela Vanderbilt University (USA), Doutor em Administração pela USP, cursos de aperfeiçoamento na área de gerenciamento da inovação no IMD (Suíça) e MIT (USA). Professor Titular da FEA/USP nas áreas de Organização para Inovação e Gestão da Inovação Tecnológica na empresa. Pesquisador e consultor de empresas nas áreas de organização para inovação e gestão estratégica da tecnologia há 42 anos. Consultoria em gestão tecnológica e gestão da inovação para: Metal Leve, Aracruz, Copersucar, IPT, Concremat Tecnologia, Estado Maior do Exército e Secretaria de Ciência e Tecnologia do Exército, Polialden, Health Panamerican Organization (Washington), ONU (Finlandia e Austria), Diretoria de TI do Grupo Itaú, Agroceres, Vallée, Metrô, Vale, Embrapa, Biobrás, Cosipa, Acesita, CEMIG, Rhodia, Mercedes Benz, CPqD – Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Telebrás, Corn Products, VW, TECBAN, Wahler, J&J e outras. Visiting Scholar junto ao Technology Institute, da Northwestern University (USA); Palestrante junto à SOPHIA University, (Japão); Membro da Diretoria da IAMOT – International Association for the Management of Technology (EUA), Membro do Comitê de Supervisão do Estudo sobre a Competitividade da Indústria Brasileira, por indicação do Ministro de C&T; Visita ao Japão a convite do Governo Japonês para estudar gestão da inovação na: Mitsubishi, Fugitsu, Matsushita, Hitachi, Sony e outras; Membro do comitê editorial das seguintes revistas internacionais: Technovation (USA), R&D Management (Inglaterra) Technology Management Journal (USA) e Journal of Engineering and Technology Management ( USA). Participação em duas reuniões sobre Technology Management no MIT a convite da Embraer.
    Eduardo Vasconcellos

    FEA USP

    Speaker
    Régis Assao é engenheiro eletricista pela Unicamp e mestre em Engenharia Mecânica pelo ITA. No BG Group, atua como Gerente de Estratégia e Parcerias para P&D, onde é responsável pelo estabelecimento de parcerias entre o BG Group e o ecossistema de P, D & I. Durante mais de 13 anos, estruturou e gerenciou Programas de P&D para multinacionais envolvendo cooperação entre empresas privadas, academia e órgãos de fomento nacionais e internacionais. Nos últimos 6 anos, também apoiou multinacionais de grande porte nas etapas de concepção de estratégias de P&D.
    Régis Assao

    BGGroup

    Speaker
    Prof. Dr. Luciano Sathler- Diretor de Educação a Distância na Universidade Metodista de São Paulo. Diretor de Inovação e Marketing das Instituições Educacionais Metodistas Brasil. Diretor da Associação Brasileira de Educação a Distância ABED (2011-2015). Professor colaborador do Mestrado em Administração da Universidade Metodista de São Paulo. Doutor em Administração pela FEA / USP (2008).
    Luciano Sathle

    Universidade Metodista de São Paulo

    Speaker
    Possui graduação em Engenharia de Produção (1987) pela Universidade Federal de São Carlos e mestrado (1992) e doutorado (1997) em Administração, área de Gestão de Ciência e Tecnologia, pela Universidade de São Paulo. Desde 1993 é professora no Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos, atuando na área de Gestão de Tecnologia, principalmente nos seguintes temas: cooperação universidade-empresa, empreendedorismo, pólos e parques tecnológicos, inovação tecnológica e propriedade intelectual. De 2001 a 2009 foi Diretora da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FAI.UFSCar e de 2002 a 2009 Assessora da Reitoria, especialmente em temas relacionados à Gestão de Tecnologia e Inovação. Foi eleita como membro da coordenação nacional do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia - Fortec, em 2006 e reeleita em 2008. Em maio de 2008 assumiu a diretoria executiva da Agência de Inovação da UFSCar, na qual permaneceu até outubro de 2009, quando foi cedida ao Ministério de Ciência e Tecnologia. De novembro daquele ano a julho de 2011 atuou como Secretária Adjunta da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação SETEC/MCT. Em 2012 reassumiu suas atividades no Departamento de Engenharia de Produção e a Diretora Executiva da Agência de Inovação da UFSCar. Em 2014 foi eleita coordenadora da região sudeste do Fortec.
    Ana Lúcia Vitale Torkomian

    FORTEC

    Speaker
    Doutor em Engenharia Mecânica e Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA com período de doutorado sanduíche no Instituto de Sistemas de Produção e Tecnologia de Projetos - Fraunhofer IPK de Berlim (2013). Possui graduação em Engenharia Mecânica e mestrado pela Universidade Estadual de Santa Catarina – UDESC (2007). MBA Executivo em Administração Global pela UDESC e Universidade Independente de Lisboa - UnI (2005). Atualmente é diretor do Instituto SENAI de Inovação de Sistemas de Manufatura e gestor técnico da Rede SENAI Ferramentaria.
    André Marcon Zanatta, Dr.

    SENAI

    Speaker
    Gerente de Parcerias e Assuntos Regulatórios para P&D do BG Group, Mestre pela USP na área de Energia; engenheira agrônoma pela ESALQ-USP. Possui experiência de mais de 15 anos na área de energia e mercados regulados, sendo os últimos 5 anos no setor de P&D. Trabalha há 3 anos no BG Group, onde foi uma das colaboradoras na implantação do Centro de Tecnologia da empresa no Brasil.
    Mariana de Oliveira Pedreira

    BG Group

    Speaker
    Sandra Boccia

    Editora Revista PEGN

    Speaker
    • PM : Design, control and act on the PLM of parts “custom made” for customer base
    • Supervise overall operation : Mkt and Sales + Administration + Eng & Production
    • Director of ABINFER (Associacao Brasileira da Industria de Ferramentais)
    • New plataforms for research and innovation in the industry
    • International development of markets, trade shows and partner institutions
    Luis Eduardo Albano

    ABINFER

    Speaker
    • Project manager in R&D additive manufacturing projects at Embraer with special focus on the manufacturing of metals components for the aerospace industry
    •Extensive experience in the manufacturing process of metal parts emphasizing CNC milling, solid-state welding and fiber metal laminate
    • Support in technical orientation to R&D manufacturing projects
    • Technical support in integrated product development
    Marcio Fernando Cruz

    Embraer

    Speaker
    Trabalha há 15 anos na Embraer na área de inovação e gestão de projetos e de produtos; - Technology Development (Innovation) - Project Administrator, onde foi responsável pela implantação e gerenciamento de diversos projetos nas áreas de desenvolvimento de produtos, gestão de projetos e inovação de processos. Atualmente é gerente de projetos de desenvolvimento tecnológico com parceria de instituições de pesquisa. O facilitador é PhD pela Technical University Denmark, certificado pela PMI (Project Management Institute) e Membro sênior da The Design Society (Inglaterra); engenheiro Mecanico e Mestre em Engenharia Mecânica (Desenvolvimento de Produtos) pela Univ. Federal de Santa Catarina; especialista em Desenvolvimento de Novos Produtos pela TIATC (Tsukuba, Japão).
    Claudiano Sales de Araújo Jr.

    Embraer

    Speaker
    Kleber Bacili é fundador e CEO da Sensedia, empresa especializada em tecnologia de serviços Web - SOA e APIs. Formado em Engenharia de Computação pela Unicamp, com MBA pela FGV e especialista em Empreendedorismo e Inovação pelo programa Endeavor, no Insper e na Stanford University. Professor associado do Instituto de Computação da Unicamp, sócio do fundo de capital semente IVP e também colunista no portal ComputerWorld. Entusiasta por tecnologia, geek, palmeirense sofrido e pai apaixonado da Helena e do Hugo.
    Kleber Bacili

    Sensedia

    Speaker
    Engenheiro Mecânico formado pela UFSC. Trabalhou como pesquisador de tecnologia laser no Instituto Fraunhofer na Alemanha - maior organização de pesquisa aplicada em laser no Mundo. Em 2010 foi agraciado com a medalha do conhecimento, em agradecimento ao trabalho realizado em prol do avanço tecnológico nacional. Atualmente é presidente da vertical de Manufatura da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e membro do conselho do INAITEC - incubadora de empresas da grande Florianópolis. Fundador e sócio de 3 empresas, entre elas a Welle Tecnologia Laser, o qual ocupa atualmente o cargo de presidente CEO, empresa líder nacional na fabricação de máquinas de gravação a laser, eleita em 2014 a empresa com maior taxa de crescimento no Brasil nos últimos 3 anos segundo a consultoria Deloitte e a Exame PME".
    Rafael M. Bottós

    WELLE

    Speaker
    • Project manager in several projects at Fraunhofer IPK with special focus on the manufacturing of turbine components for the aerospace/energy as well as die and mold industries
    • Consultant at SENAI regarding Strategic Business Planning for SENAI Institutes of Innovation (ISIs)
    • Support in Strategic Orientation and in Technological Planning of ISIs
    • Support in Implementation Planning of ISIs
    Carlos Domingos

    Fraunhofer IPK

    Speaker
    Músico, graduado em propaganda e marketing e pós graduado em geoprocessamento, CEO da MapMkt, empresa focada em geolocalização indoor e realidade aumentada. Atua a mais de 10 anos em pesquisas e projetos na área de mobilidade.
    Paulo Hartmann

    MAPMKT

    Speaker
    Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e Diretor do Centro de Altos Estudos da ESPM. Seus interesses de pesquisa envolvem as interfaces entre comunicação, consumo, cidadania e educação, com especial atenção para comunicação responsável e processos criativos. Participou da criação de indicadores de sustentabilidade para agências de comunicação (ABAP/ESPM) e integra o comitê de renovação do código de ética dos profissionais de marketing e negócios (ABMN/ESPM).
    Ricardo Zagallo Camargo

    ESPM

    Speaker
    Marcelo Nakagawa

    FIAP

    Speaker
    Betina von Staa é Diretora de Desenvolvimento de Negócios na América Latina para a Desire2Learn. Promove a adoção de tecnologias educacionais transformadoras por instituições que buscam recursos para viabilizar uma aprendizagem cada vez mais personalizada e efetiva. É doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo na vertente de educação a distância. Com 15 anos de atuação em grandes empresas de tecnologia educacional, tem experiência em formação de professores, design instrucional e docência on-line. É autora de livros, artigos e blogs, pesquisadora e palestrante, com trabalhos publicados no Brasil e no exterior.
    Betina Von Staa

    Desire2Learn

    Speaker
    Educadora, mestre em Engenharia de Mídias para a Educação pela Universidade Técnica de Lisboa, Université de Poitiers e Universidad Nacional de Educación a Distancia de Madri. Atua com integração de tecnologias ao currículo, tecnologias e formação de professores, inovação pedagógica, recursos educacionais abertos e internet segura. É integrante da equipe de Tecnologia Educacional do Centro Educacional, em São Paulo, tem liderado ações de formação de educadores para uso de Recursos Educacionais Abertos e apoio à criação e desenvolvimento de políticas públicas de educação aberta
    Débora Sebriam

     

    Speaker
    Engenheiro Mecânico formado pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) em 2003. Mestre em Metrologia formado pelo PósMCI/UFSC em 2006 com foco em metrologia por coordenadas. Doutor pelo POSMEC/UFSC em 2012 na área de Metrologia e Instrumentação, com foco em tomografia computadorizada industrial aplicada à metrologia dimensional. Participou como pesquisador no projeto de cooperação internacional Brasil-Alemanha (BRAGECRIM) intitulado “Métodos para setup rápido e medição dimensional robusta com tomografia computadorizada industrial de raios X (CT-Metro)” entre 2009 - 2013, evolvendo a UFSC, a Fundação CERTI e o WZL da RWTH em Aachen na Alemanha. Foi colaborador da Fundação CERTI entre 2011 e 2013, onde atuou como Pesquisador nas áreas de Metrologia Geométrica/Dimensional e de Garantia da Qualidade Industrial. Atualmente é colaborador do SENAI DN na Unidade de Inovação e Tecnologia, onde atua como gestor da Rede SENAI de Metrologia e de Ferramentaria e nos projetos de implantação dos Institutos SENAI de Inovação e dos Institutos SENAI de Tecnologia.
    Vitor Camargo Nardelli

    SENAI DN

    Speaker
    Sandra Sassow is the CEO and co-founder of SEaB Energy Ltd, a multi-award-winning manufacturer of small scale micro power plants which use a patented microbial-based technology to convert food waste into energy. The product is shipping to the global market, for the purpose of converting food waste, animal/plant waste and septic waste into energy, anywhere. In 2012, SEaB Energy received awards from the UK government for innovation, recognition for the best small AD site from the UK Anaerobic and Biogas Association, and an award from NASA-backed sustainability initiative LAUNCH: Beyond Waste as a major game changer to transform current waste management systems and practices. The company was also chosen as one of the most innovative and fastest growing Cleantech companies in Britain and scooped the 2013 Resource Revolution Award for Technology Trailblazer. SEaB Energy was most recently selected by ASTIA/TheNextWomen as one of 5 most promising women-led companies from a global pool over 100 and went on to win the prestigious We Own It Summit Award. Sandra was involved from an early age in her family’s NYSE listed Environmental Consulting firm and Chemical Manufacturing company and has, over the last 20 years, achieved an accomplished track record of successfully launching new products into new markets in Europe and the USA, resulting in rapid corporate revenue growth. Sandra holds a Bachelors from Duke University, USA in Biology with a specialisation in micro-biology, which she completed at the age of 19, and a Masters in Computer Science from George Washington University, USA. Sandra is married with four children, living in the south of England.
    Sandra Sassow

    CEO & Co-Founder of SEaB Energy Ltd

    Speaker
    Franklin é atualmente o Diretor da Microsoft Ventures no Brasil. O executivo iniciou a carreira na Microsoft em 2002 e desenvolveu nos últimos 12 anos uma série de projetos estratégicos de fomento ao empreendedorismo e à inovação no Brasil. Entre várias iniciativas, Franklin teve papel estratégico na criação da Microsoft Participações (holding de investimentos da companhia), do Fundo Brasil Aceleradora de Startups, do qual a Microsoft é cotista, e da criação da pós-aceleradora Acelera Partners. Antes de ingressar na Microsoft, Franklin foi cofundador e CEO da startup de Educação à Distância MHW S.A. Nos sete anos em que conduziu o negócio, Franklin conseguiu negociar duas rodadas de investimentos com fundos de venture capital nacionais e internacionais e, finalmente, a aquisição da MHW pela Xerox do Brasil.
    Franklin Madruga Luzes Junior

    Microsoft Ventures

    Speaker
    Formado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, graduado em Economia pela FEA-USP e Pós-Graduação em Marketing. Ingressou na Organização Bradesco em julho de 2006. Desde de março de 2014 assumiu a Diretoria do Departamento de Pesquisa e Inovação Tecnológica do Bradesco.
    Marcelo Frontini

    Bradesco

    Speaker
    After earning two masters in International Relations from the University Geneva, and in Law and Diplomacy from the Fletcher School / Tufts University in the United States, Gioia initially dedicated her career to microfinance, entrepreneurship and development in emerging markets with a strong focus on Brazil. In 2006, she moved to Brazil to work on a survey about access to financial services in rural Brazil and to work on a microfinance start-up project with Instituto Brasil Solidário. Staying true to the Latin American continent, she went on to work as an Investment Officer Assistant at Root Capital, a fair trade financing company based in Boston, where she primarily focused on Brazilian coffee producers. In 2007, she left the United States to go to Jerusalem as a consultant for UNRWA's Microfinance program. Back in Switzerland, Gioia joined a major Swiss bank in the Socially Responsible Investments department before returning to the United States to begin working at swissnex San Francisco, where she headed up the Startup and Innovation Services, connecting innovators from Switzerland with their Silicon Valley counterparts. Since October 2013, the opportunity to build up the first Latin American swissnex-office brought her back to Brazil. Headquartered in Rio with a satellite office in São Paulo, swissnex connects Switzerland and Brazil in the fields of science, education, art and innovation, promoting knowledge-transfer, igniting new collaborations and working to strengthen the ties between through a continuous and dedicated presence in Brazil.
    Gioia Deucher

    CEO, swissnex Brazil

    Speaker
    Julien graduated from Sheffield Business School in the UK and obtained a Master in Entrepreneurship and Innovation from the University of Amsterdam. He started out as a Marketing Project Manager for French online retailer Mollat.com. He later worked for the Dutch Philips both in Amsterdam and in the US where he helped building a digital innovation hub from the ground up together with Microsoft, IBM and Cisco. Lately he sneaked into the Boston startup ecosystem with the Startup Institute, came back to Europe and happily joined SSW. He is now traveling the world and organizing the 30+ Seedstars World pitching events!
    Julien Berthomier

    Global Organizer, Seedstars World

    Speaker
    For over 20 years in the IT business, Alexander has spent the last 11 years in the Brazilian IT market during which the entrepreneur succeeded in founding, growing, buying and selling several IT companies. He enjoys most helping young innovative IT companies become successful by taking fully advantage of the market potential in Brazil and abroad. He holds a M.Sc. from RWTH Aachen, a DEA from Ecole Centrale Paris and a MBA from Collège des Ingénieurs in Paris. In his leisure time, he enjoys Golf and Yoga and discovering South American Wines. Alexander, a native from German, is fluent in German, Portuguese, English, French and Italian.
    Alexander Schmitz-Kohlitz

    AKIT Partners

    Speaker
    André é bacharel em Relações Internacionais, e atualmente gerencia o programa de atração de investidores brasileiros para a Suíça, desenvolvido pela agência de fomento de negócios do governo suíço através do Swiss Business Hub Brazil – sediado no Consulado Geral da Suíça em São Paulo.
    Andre Felipe

    SBH

    Speaker
    Graduado em Administração de Empresas com MBA em Marketing pela UC Berkeley- California/USA. Atualmente é Diretor Executivo do Centro de Empreendimentos Inovadores (CEI) da Fundação CERTI em Florianópolis. Tem experiência de mais de 15 anos em Projetos de Inovação e Empreendedorismo atuando diretamente na criação, implantação e operação de mecanismos como Programa de Ideias, Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos gerando mais de 400 Startups' inovadoras.
    Leandro Carioni

    CERTI

    Speaker
    Tatiana Klix é jornalista e editora do portal Porvir (porvir.org), onde realiza mapeamento, pesquisa e difusão de conteúdos sobre tendências e inovações na área de educação. Também já atuou como repórter e editora no Grupo RBS e editora de educação no portal iG.
    Tatiana Klix

    Portal Porvir

    Speaker
    Atuo como Executivo de Desenvolvimento para Educação pela Apple no Brasil, conduzindo projetos de inovação mobilidade digital para educação básica e ensino superior. Formação: doutor em Administração pela FEA-USP, mestre em Administração (Universidade Metodista de SP), MBA em E-Management pela Fundação Getúlio Vargas, graduado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista de SP e graduado em Processamento de Dados pela Universidades Presbiteriana Mackenzie. Há 15 anos lidero projetos na área de gestão estratégica e tecnologia aplicada à educação, educação a distância e formação nas novas tecnologias de informação, comunicação e aprendizagem.
    Zacarias Gonçalves

    Apple Inc.

    Speaker
    Guilherme Santa Rosa é empreendedor há 11 anos no mercado de tecnologias móveis e aplicativos. Fundador e CEO da Fábrica de Aplicativos, plataforma inclusiva com mais de 180.000 apps construídos por empreendedores e pequenos negócios no Brasil. Engenheiro da Computação pela Escola Politécnica - USP. Atua como mentor especialista em mobile junto a startups e negócios sociais.
    Guilherme Santa Rosa

    Fábrica de Aplicativos

    Local

    Encontre o local do OIW2014

    Local do Evento

    • WTC São Paulo
      Avenida das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin Novo - São Paulo, SP - CEP 04578-903
      + 55 11 3055-8888
    • Agência de Turismo Oficial

      Thauany Sobreira
      Telefone: +55 11 2090.0970
      Telefones Emergenciais:
      + 55 11 99154-3480 / 11 99166-6539 / 11 99153-2867
      Email: eventos3@levitatur.com.br
      www.levitatur.com.br

    Sua Rota

    Rota sugerida

    Visualize aqui a rota sugerida.

    Parceiros

    Nossos estimados parceiros para este evento

    Correalização

    Patrocínio

    Redes de Inovação

    Parceiros

    Media Partner

    Realização